O pódio olímpico geralmente abre caminho para um horizonte de mais conquistas para quem tem competência suficiente para escalá-lo. No caso de Thiago Braz, o percurso foi de mais espinhos do que de glórias. Desde que levou o ouro nos Jogos do Rio, no dia 15 de agosto de 2016, batendo o recorde olímpico com