Guamare News

Revista encontra celulares, drogas e armas na penitenciária de Alcaçuz, RN.

Uma revista realizada na manhã
desta terça-feira (17) encontrou celulares, drogas e armas artesanais dentro do
Pavilhão 2 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz – maior unidade prisional do
Rio Grande do Norte. De acordo com a diretora da unidade, Dinorá Simas, alguns
dos objetos achados estavam escondidos dentro de um buraco em uma das celas.
Ainda de acordo com a diretora,
também foi apreendida uma marreta, cartas de baralho, carregadores e chips de
celular. “Encontramos oito celulares, todos eles com chip. Além disso,
encontramos vários tipos de carregadores para celular e fones de ouvido.
Encontramos também vários tipos de armas artesanais, várias facas e até uma
marreta. Os itens estavam distribuídos em várias celas”, disse Dinorá.
Dinorá disse ainda que foram
encontradas 100 gramas de drogas, divididas entre maconha, crack e cocaína.
“Encontramos também uma pequena quantidade de droga nas celas. Junto desse
material, achamos uma ferramenta feita de madeira que pode servir para escavar
túneis”, acrescentou.
A diretora disse também que além das
cartas de baralho, que são proibidas, foram encontrados outros tipos de jogos
em algumas celas. “Encontramos várias jogos de cartas e dados, o que é
proibido dentro da unidade prisional. Agora vamos buscar saber como esse
material entrou no presídio”, disse ela, confirmando que uma sindicância
será instaurada para apurar como os objetos foram parar dentro da unidade.

Alcaçuz



A Penitenciária Estadual de Alcaçuz, localizada no município de Nísia Floresta,
na Grande Natal, possui hoje 749 homens, além de outros 350 detentos que estão
custodiados no Pavilhão Rogério Coutinho Madruga (Pavilhão 5), anexo da
unidade. A penitenciária foi liberada para receber novos presos em outubro do
ano passado, após passar dois meses interditada pela Justiça em razão da falta
de estrutura física e deficiência na segurança.

G1

Comente!!! Participe de nosso blog!!!