Politica: Senado aprova PEC que criminaliza a posse e o porte de qualquer quantidade de droga ilícita; texto vai à Câmara dos Deputados

Créditos da Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O Senado aprovou, em dois turnos, nesta terça-feira (16), a proposta que criminaliza a posse e o porte de qualquer quantidade de droga ilícita.

Os senadores se anteciparam ao Supremo Tribunal Federal (STF), que também analisa o tema, mas teve o julgamento suspenso em março.

No primeiro turno de votação, o placar foi de 53 votos a 9. Na segunda deliberação, foram 52 votos a 9. Agora, a proposta seguirá para a análise da Câmara dos Deputados.

A PEC teve amplo apoio da oposição e foi apresentada pelo presidente da Casa, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

A proposta inclui na Constituição que será considerado crime “a posse e o porte, independentemente da quantidade, de entorpecentes e drogas afins, sem autorização ou em desacordo com determinação legal, ou regulamentar”.

Na prática, o texto reafirma o que já está previsto na Lei de Drogas, que determina penas para o porte e a posse de drogas para consumo pessoal.

Relator da PEC, o senador Efraim Filho (União-PB) esperava a aprovação no Senado por “maioria ampla e sólida”, mas minutos antes da votação estava preocupado com o quórum, que registrou 65 senadores em plenário.

Uma emenda incluída por Efraim no texto determinou que seja “observada a distinção entre traficante e usuário”. Ele também inclui trecho para que essa diferenciação se baseie nas “circunstâncias fáticas do caso concreto”. Antes da análise no plenário, o texto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em 13 de março.

Em seu relatório, Efraim Filho também especificou que aos usuários devem ser aplicadas penas alternativas à prisão e incentivado o tratamento contra a dependência.

Um dos defensores da proposta, o senador Magno Malta (PL-ES) afirmou no plenário que a PEC “põe abaixo a tentativa de qualquer legalização de drogas no Brasil”. Senadores aliados do governo, entretanto, rejeitaram o argumento na tribuna e defenderam que a proposta não trata da legalização ou não e que o país conta com uma legislação antidrogas, de 2006.

Na votação, a bancada do PT orientou contra a proposta, mas a liderança do governo não fez orientação formal.

📑 CNN Brasil 

RadioNet_APP
GuedesMotos
SindSerg_Materias
Sao_Joao_Monsenhor
SindSerg_Lateral
App
Eduardo-Auto-Pecas
LBV_Lateral
Show da Manha
Almoçando com Musicas
Drogaria Betesta
Radio_Box_Fixo
JM-VARIEDADES
EliasRaioX
RadiosNet_Fixo
Guedes-Motos
MercadinhoDeusProvera
Ediuny_Oliveira_Live
Pagode & Cia_Lateral
Copiadora-Miranda_Banner_B
CX_Radios_Fixo
Casa Durval Paiva_Fixo
HSHOT_500
Anuncie Aqui
Radios_Online_Fixo
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare