Politica: PGR pede condenação de Fernando Collor por propinas de R$ 29 milhões

Ex-senador por Alagoas, ex-presidente da República, Fernando Collor de Melo/📸 redes sociais

A Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu nesta quarta-feira, 10, a condenação do ex-presidente Fernando Collor a 22 anos e oito meses de prisão.

Ele responde a uma ação penal por corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro aberta a partir de investigações da Operação Lava Jato.

O ex-presidente foi acusado de receber mais de R$ 29 milhões em propinas, entre 2010 e 2014, em troca do direcionamento e do superfaturamento de contratos da BR Distribuidora. Ele nega as acusações.

A denúncia afirma que Collor, na época senador, tinha influência política na estatal e fez indicações estratégias em diretorias na tentativa de ‘aparelhar’ a empresa.

“Um senador da República, evidente, ou qualquer político, tem contatos e pode até indicar nomes. O problema é indicar e solicitar vantagens disso”, defendeu mais cedo a vice-procuradora-geral da República Lindôra Araújo.

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve começar a decidir nesta quinta-feira, 11, se condena o ex-presidente. A ação será debatida em sessão presencial no plenário. O relator é o ministro Edson Fachin.

Portal Terra

Pagode_&_Compania_Entre
WebRadio_APP
WebRadio_Site_Movel
MercadinhoDeusProvera
Almoçando com Musicas
JM-VARIEDADES
Eduardo-Auto-Pecas
Sao_Joao_Monsenhor
Ediuny_Oliveira_Live
Copiadora-Miranda_Banner_B
Pagode & Cia_Lateral
LBV_Lateral
Radios_Online_Fixo
RadiosNet_Fixo
CX_Radios_Fixo
EliasRaioX
Guedes-Motos
SindSerg_Lateral
Anuncie Aqui
Show da Manha
HSHOT_500
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
App
Casa Durval Paiva_Fixo
Drogaria Betesta
Radio_Box_Fixo