Politica: Moraes deve concluir até amanhã análise sobre presos em ato golpista

Manifestantes invadem Congresso, STF e Palácio do Planalto. Foto Marcelo Camargo/Agência Brasil

Mais de 1.400 pessoas foram presas após os atos antidemocráticos do dia 8 de janeiro. A análise das prisões pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, deve ser concluída até esta sexta-feira (20).

Moraes decidiu transformar a prisão temporária em preventiva, por tempo indeterminado, de 354 acusados de participação nos atos golpistas e colocar 220 em liberdade, com a aplicação de medidas cautelares.

Quem for solto deverá usar tornozeleira eletrônica, ficará proibido de sair de suas cidades e de usar redes sociais. Além disso, vai ter o passaporte cancelado e o documento de posse de arma suspenso.

O entendimento pela prisão preventiva é para garantir a ordem pública e o andamento das investigações.

Para Alexandre de Moraes, os acusados tentaram impedir o funcionamento dos poderes constitucionais, por meio de violência e grave ameaça.

Após as prisões realizadas em 8 de janeiro, os acusados passaram por audiências de custódia.  As informações sobre os presos são centralizadas no Conselho Nacional de Justiça. Cabe ao ministro Alexandre de Moraes decidir sobre a manutenção ou não das prisões.

Com informações da Agência Brasil

Pagode_&_Compania_Entre
AnuncieAqui_Movel
Elias_Raio_X_Movel
DN_Servicos_Fixo_2
AlphaColor_Lateral
Casa Durval Paiva_Fixo
Drogaria Betesta
OpticaEmporio
Guedes-Motos
RadiosNet_Fixo
Pagode & Cia_Lateral
MercadinhoDeusProvera
Copiadora-Miranda_Banner_B
Show da Manha
CX_Radios_Fixo
Eduardo-Auto-Pecas
Ediuny_Oliveira_Live
HSHOT_500
Radio_Box_Fixo
MiniprecoFixo
Radios_Online_Fixo
Almoçando com Musicas
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
App
Cartão
Anuncie Aqui
JM-VARIEDADES