Guamare News

Politica: General Villas Bôas é demitido de cargo no governo

O general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas foi demitido nesta 3ª feira (21.jun.2022) do cargo de assessor especial do ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Augusto Heleno. A exoneração –expressão própria do serviço público para desligamentos– “a pedido” foi publicada em edição extra do DOU (Diário Oficial da União).

Villas Bôas ocupava o cargo desde 30 de janeiro de 2019. O GSI é tem status de ministério e fica no Palácio do Planalto. Antes, o general ocupou por 4 anos o comando do Exército. Foi escolhido para a função pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2015.

Em janeiro de 2019, o militar anunciou em suas redes sociais ter recebido a “missão” do presidente Jair Bolsonaro (PL) de integrar o GSI. O órgão é responsável pela segurança do chefe do Executivo e coordena a Abin (Agência Brasileira de Inteligência).

Villas Bôas é considerado um conselheiro de Bolsonaro e costuma receber visitas do presidente. O militar tem 70 anos e é diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica, doença degenerativa do sistema nervoso. Em 3 de março, esteve no Planalto em cerimônia sobre a conscientização de doenças raras. Na ocasião, Bolsonaro afirmou que o general é uma “pessoa que sempre transmitiu fé, coragem e patriotismo”.

O general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas foi demitido nesta 3ª feira (21.jun.2022) do cargo de assessor especial do ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Augusto Heleno. A exoneração –expressão própria do serviço público para desligamentos– “a pedido” foi publicada em edição extra do DOU (Diário Oficial da União).

Villas Bôas ocupava o cargo desde 30 de janeiro de 2019. O GSI é tem status de ministério e fica no Palácio do Planalto. Antes, o general ocupou por 4 anos o comando do Exército. Foi escolhido para a função pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2015.

Em janeiro de 2019, o militar anunciou em suas redes sociais ter recebido a “missão” do presidente Jair Bolsonaro (PL) de integrar o GSI. O órgão é responsável pela segurança do chefe do Executivo e coordena a Abin (Agência Brasileira de Inteligência).

Villas Bôas é considerado um conselheiro de Bolsonaro e costuma receber visitas do presidente. O militar tem 70 anos e é diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica, doença degenerativa do sistema nervoso. Em 3 de março, esteve no Planalto em cerimônia sobre a conscientização de doenças raras. Na ocasião, Bolsonaro afirmou que o general é uma “pessoa que sempre transmitiu fé, coragem e patriotismo”.

Poder 360

Comente!!! Participe de nosso blog!!!