Politica: Futura ministra da Cultura, Margareth Menezes acumula infrações trabalhistas que somam R$ 675 mil

Foto reprodução

A futura ministra da Cultura, Margareth Menezes, responde a uma série de processos na Justiça do Trabalho.

Levantamento feito pelo Metrópoles junto a tribunais trabalhistas identificou ao menos 12 ações contra Margareth Menezes e suas empresas. Em nove desses processos, a futura ministra da Cultura foi condenada ou firmou acordo com os funcionários, em um montante de R$ 675,3 mil.

Outras três ações trabalhistas ainda não tiveram desfecho. O valor de causa desses processos é R$ 194,9 mil.

Atualmente, Margareth Menezes é dona das empresas Estrela do Mar Produções Artísticas (fundada em 2001), Pedra do Mar Produções Artísticas (2009) e Associação Fábrica Cultural (2004). As companhias têm sede em Salvador, na Bahia, onde a cantora nasceu.

Dentre outras irregularidades, Margareth Menezes é acusada de não pagar Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), horas extras e férias a funcionários que trabalharam com a cantora durante mais de uma década. As ações foram ajuizadas nos tribunais regionais trabalhistas da 5ª Região (TRT-5) e da 15ª Região (TRT-15), entre 2015 e 2022.

Trabalhadores do setor cultural – como músicos, gestores e designers – reivindicam que a futura ministra da Cultura lhes conceda o devido reconhecimento no que diz respeito aos seus direitos.

Leia mais

Drogaria_Betesda_Movel
WebRadio_APP
AlphaColor_Lateral
App
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
JM-VARIEDADES
Eduardo-Auto-Pecas
Show da Manha
CX_Radios_Fixo
OpticaEmporio
Ediuny_Oliveira_Live
DN_Servicos_Fixo_2
Guedes-Motos
AlphaColor_Lateral
Drogaria Betesta
Copiadora-Miranda_Banner_B
Casa Durval Paiva_Fixo
RadiosNet_Fixo
Radios_Online_Fixo
Almoçando com Musicas
Pagode & Cia_Lateral
Radio_Box_Fixo
Anuncie Aqui
MercadinhoDeusProvera
HSHOT_500
Cartão
MiniprecoFixo