Politica: Apoiador de Ciro, Tico Santa Cruz critica tática: ‘Não está dando certo’

Foto reprodução

O cantor Tico Santa Cruz, líder da banda “Detonautas Roque Clube”, utilizou o Twitter, neste sábado (10/9), para criticar a estratégia adotada por Ciro Gomes (PDT) na campanha presidencial deste ano. Apoiador do pedetista, o músico afirmou que a tática de Ciro não tem surtido efeito. Candidato ao Palácio do Planalto pela quarta vez, o ex-governador do Ceará tem feito críticas recorrentes a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), primeiros colocados das pesquisas sobre a disputa.

“Meu apoio a Ciro Gomes vem de muitos anos, antes até do lançamento oficial do Plano Nacional de Desenvolvimento (PND). E acredito que Ciro ainda será presidente do Brasil e contará com meu apoio pra isso. Nesse momento ele foi pro “tudo ou nada” e a estratégia não está dando certo”, disse Tico, em menção ao documento que compila as propostas do trabalhista.

Na visão do cantor, a estratégia de Ciro pode “não ter mais volta”. Ele demonstrou incômodo com o tom adotado pelo pedetista ao tratar de Lula.

“Vim alertando sistematicamente que a tendência do discurso em busca de um voto antipetista, bolsonarista “arrependido” com ataques a Lula era um caminho perigoso, não apenas para campanha, mas para o seu futuro político. Poderia ser um tiro no pé. Apenas estava tentando ajudar”, falou.

Embora tenha afirmado que vai continuar caminhando ao lado de Ciro, Tico Santa Cruz falou sobre o que chamou de “voto útil” para derrotar Bolsonaro.

“Vamos aguardar e se necessário for, como está aparentando, pensar sim, em fazer o voto útil para nos livrarmos desse desgoverno o quanto antes! Vamos pensar antes de decidir! E por favor: me respeitem e respeitem o que construímos juntos”, escreveu, em direção à militância do PDT.

Ciro tem aparecido atrás de Lula e Bolsonaro nas sondagens eleitorais. Segundo levantamento divulgado pelo Datafolha ontem, registrado na Justiça Eleitoral sob o número BR-07422/2022, ele tem 7% das intenções de voto. Líder, o petista soma 45% da preferência do eleitorado. Bolsonaro, o segundo colocado, aparece com 34%.

‘Coisa ruim’ e ‘coisa pior’

Recorrentemente, Ciro tem subido o tom ao tratar de Lula, embora tenha feito parte do governo do petista e sido, inclusive, ministro da Integração Nacional. Na semana passada, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, ele chamou o petista e Bolsonaro de “coisa ruim e “coisa pior”.

“Pesquisa é retrato e a vida é filme. Vocês jornalistas, corretamente, para bem servir a opinião pública, procuram antecipar o que está acontecendo. Sabendo disso, o ‘sistemão’ paga obsessivamente pesquisas para tentar confinar a disputa para escolher entre o ‘coisa ruim’ e o ‘coisa pior’. De maneira que o inferno sempre ganha”, criticou.

Correio Braziliense

JM_Variedades_Movel
Elias_Raio_X_Movel
Eduardo_Auto_Pecas_Movel
DN_Servicos_Fixo_2
Anuncie Aqui
Eduardo-Auto-Pecas
HSHOT_500
CX_Radios_Fixo
OpticaEmporio
JM-VARIEDADES
Radios_Online_Fixo
Ediuny_Oliveira_Live
Radio_Box_Fixo
RadiosNet_Fixo
Banner 87
Cartão
Drogaria Betesta
Guedes-Motos
MercadinhoDeusProvera
App
Copiadora-Miranda_Banner_B
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
MiniprecoFixo