Policia Federal: Avião flagrado com quase 300 kg de droga no aeroporto de Belém pertence a igreja

📸 Polícia Federal/Divulgação

O avião flagrado com quase 300 quilos de skunk no aeroporto internacional de Belém pertence à Igreja Quadrangular do Pará. Ao g1, a igreja alegou que um prestador de serviço terceirizado acessou o avião sem permissão e desconhece a procedência das drogas. A Polícia Federal instaurou inquérito e investiga o caso.

A apreensão ocorreu no sábado (27) no hangar de voos particulares do aeroporto. O avião da igreja estava no hangar quando foi alvo da Polícia Federal. Um homem foi preso ao ser visto pelos agentes federais na pista. Ele tentou fugir, mas foi alcançado e preso por tráfico interestadual de drogas.

No avião, a polícia encontrou o skunk, um tipo de maconha concentrada, dentro de caixas de papelão de ovos – veja no vídeo acima.

Até esta segunda-feira (29), a aeronave ainda não havia passado por perícia. A PF não confirmou a propriedade do avião, nem como recebeu denúncia sobre a droga.

Segundo a Igreja Quadrangular, o homem preso seria o prestador de serviço terceirizado. Ele teria limpado a aeronave no dia anterior. Ele “procurou o nosso piloto querendo fazer um voo para levar, segundo ele, algumas peças de trator para uma cidade do interior”, disse a igreja em nota.

Ainda conforme a igreja, na noite de sexta-feira (26), o homem teria acessado a aeronave, sem autorização do hangar e da igreja, e “colocou a carga”. A igreja diz que não sabe da procedência das drogas e que só soube do teor do conteúdo colocado no avião após a ação da polícia.

O avião da igreja tinha como destino Petrolina. O piloto foi liberado, segundo a PF, “pois não foi verificada participação dele no crime”. A PF não informou a idade e identidade do preso, nem se ele já tinha passagens pelo mesmo crime ou outros detalhes sobre o caso.

Segundo Paulo Bengtson, membro do conselho nacional e estadual da Igreja Quadrangular, o avião é usado há três anos pela igreja para transporte dos pastores pelo estado do Pará e também de pessoas doentes, quando necessário.

“É a primeira vez que algo semelhante a esse caso acontece. Aguardamos a conclusão dessa investigação, na certeza da punição de todos os envolvidos”, disse Paulo.

Portal G1

Drogaria_Betesda_Movel
RadioNet_APP
LBV Campanhas
Guedes-Motos
Radios_Online_Fixo
Casa Durval Paiva_Fixo
MercadinhoDeusProvera
Show da Manha
Anuncie Aqui
Drogaria Betesta
App
Copiadora-Miranda_Banner_B
LBV_Lateral
Eduardo-Auto-Pecas
Almoçando com Musicas
Radio_Box_Fixo
Ediuny_Oliveira_Live
RadiosNet_Fixo
SindSerg_Lateral
CX_Radios_Fixo
EliasRaioX
JM-VARIEDADES
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Pagode & Cia_Lateral
HSHOT_500