Policia: Empresário do filho 04 de Bolsonaro é preso por fraude em compra de armas

Foto reprodução twitter

O empresário e influenciador digital Maciel Carvalho, 41 anos, é o principal alvo da Operação Falso Coach, deflagrada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Investigado pelos crimes de posse, porte e comércio ilegal de armas de fogo, ele foi preso em Águas Claras, uma região administrativa do DF, na manhã desta quinta-feira (5/1). As apurações mostram que o suspeito teria usado documentos falsos para comprar um arsenal de armas.

Com mais de 420 mil seguidores, o blogueiro já deu entrevista ao lado de Jair Renan, filho 04 do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Na ocasião, Maciel se apresentou como advogado e ex-pastor de uma igreja Assembleia de Deus. O atirador também se diz coach e empreendedor.

A coluna Na Mira apurou que o blogueiro é empresário e homem de confiança do 04. Em 29 de setembro de 2022, por exemplo, foi Maciel que registrou ocorrência policial após a casa de Jair Renan, no Lago Sul, área nobre do DF, ser pichada por vândalos.

Maciel Carvalho também ministrou aulas de tiro para o filho de Bolsonaro e para a mãe de Jair Renan, Ana Cristina Siqueira Valle. A PCDF, entretanto, descarta envolvimento da família do ex-presidente nos crimes investigados na Operação Falso Coach.

Fraude

As equipes da PCDF cumpriram, na manhã desta quinta-feira (5/1), três mandados de busca e apreensão – em um imóvel de Águas Claras e em duas salas comerciais, no Setor de Indústrias Gráficas (SIG). Em uma delas, funcionava uma loja de armas, munição e acessórios. Maciel Carvalho é dono da 357 Academia de Tiro.

O indiciado estava em liberdade provisória e usava CPFs falsos para ocultar antecedentes criminais e conseguir o registro de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC). Com o documento, Maciel comprou diversas armas de fogo.

A polícia informou que ele ministrava cursos de armamentos e tiros, bem como vendia armas, por meio das mídias sociais, onde postava anúncios para atrair clientes e alunos.

O investigado coleciona registros criminais por falsificação de documentos, estelionato, organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro, corrupção ativa, uso de documento falso e disparo de arma de fogo. Maciel Carvalho pode ser condenado a até 19 anos de prisão.

Metrópoles entrou em contato com as defesas dos envolvidos, mas não teve retorno até a mais recente atualização desta reportagem. O espaço segue disponível para manifestação.

Metrópoles

Mercadinho Deus Proverá
WebRadio_APP
Ediuny_Oliveira_Movel
JM-VARIEDADES
Eduardo-Auto-Pecas
Almoçando com Musicas
Show da Manha
HSHOT_500
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Pagode & Cia_Lateral
MiniprecoFixo
Radio_Box_Fixo
AlphaColor_Lateral
MercadinhoDeusProvera
DN_Servicos_Fixo_2
Drogaria Betesta
Anuncie Aqui
Copiadora-Miranda_Banner_B
Guedes-Motos
CX_Radios_Fixo
Ediuny_Oliveira_Live
Radios_Online_Fixo
App
OpticaEmporio
Cartão
Casa Durval Paiva_Fixo
RadiosNet_Fixo