Guamare News

Guamaré: O município de Guamaré fica na 2ª colocação no ranking da arrecadação de ICMS

Segundo gráfico disponibilizado pela Federação dos Municípios do RN a FEMURN, dos 26 municípios que mais arrecadaram ICMS no primeiro mês do ano de 2017, a cidade de Natal aparece na primeira colocação do gráfico com R$ 26,987 mi. A cidade de Guamaré que já foi campeão do ranking na arrecadação dos Royalties do Petróleo, no gráfico do ICMS estar na segunda colocação do ranking com R$ 13,736 mi, seguido da cidade de Mossoró com R$ 9,756 ml. Confira o gráfico com os 26 municípios, que mais arrecadaram ICMS no Estado do RN, em janeiro de 2017, segundo dados da FEMURN.

 

Publicidade

Corecon emite nota com relação com o preocupante estado de calamidade financeira do Estado do RN

coreconO Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN, atento e avaliando o preocupante estado de calamidade financeira do Estado do Rio Grande do Norte, a exemplo da maioria dos estados brasileiros, conclama o Governo do Estado para liderar um “Amplo entendimento pela Governabilidade do Estado do RN”.

Entendemos ser urgente que o Executivo convoque os demais poderes constituídos do Estado, além das Federações Empresariais, entidades representativas dos Servidores Públicos, Conselho de Economia, Ordem dos Advogados do Rio Grande do Norte (OAB RN), entre outras instituições, para unir esforços e as inteligências da sociedade civil organizada, na busca de um pacto.

É notório que o atual Governo não seja, isoladamente, o responsável pelo desastroso quadro fiscal do Estado. A crise nacional e o cenário da expressiva queda das arrecadações em todo o Brasil contribuíram diretamente na queda das receitas da União, dos Estados e Municípios. Porém, o descontrole fiscal herdado de governos passados, provocado, notadamente, pelos aumentos de salários desproporcional à capacidade de pagamento do Estado na folha de pessoal, quando de 2011 a 2015, verificou-se um aumento real descontada a inflação do período de 22%, o que elevou a folha de R$ 2,7 bilhões em 2011 para R$ 4,2 bilhões em 2015, de forma insustentável, enquanto que no mesmo período a receita cresceu apenas 11%.

Leia mais…

Governo do RN estuda decretar calamidade nas finanças públicas

gov-robinson-faria_foto_demis-roussosO governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), estuda assinar nos próximos dias um decreto de calamidade pública nas finanças do Estado. A medida seria semelhante à adotada pelo Rio de Janeiro em junho passado e visa possibilitar ao Estado honrar o pagamento da folha de servidores e quitar dívidas com fornecedores. De acordo com Faria, pelo menos outros 20 Estados brasileiros planejam assinar decretos iguais em breve.

“Esse decreto é emblemático, simboliza a crise que os Estados estão passando. Outras unidades da federação estão planejando decretar de forma coletiva esse decreto para que o Governo Federal passe a olhar com maior boa vontade para os Estados do Nordeste, do Norte e do Centro-Oeste”, falou o governador.

Robinson Faria lembrou que o Governo Federal concedeu recentemente uma rolagem de dívida aos Estados. “Mas essa rolagem só foi boa para os Estados que mais deviam, como Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Sul e Sudeste representam 91% de toda a dívida dos Estados para com a União. O Nordeste todo, somando os nove estados, representa só 4%. O Rio Grande do Norte, só 0,06%. É o estado que menos deve para o Brasil ao lado de Tocantis. Na hora que eu não tenho esse perdão, essa anistia de pagamento mensal à União, eu não tive nenhuma ajuda. Queremos apenas um tratamento igualitário”.

O governador disse que já teve várias reuniões com o presidente Michel Temer e com ministros da área econômica para tratar do assunto. “Acho que esta semana teremos novas reuniões. Caso não haja a anistia pleiteada pelos Estados, o decreto deverá ser assinado por cerca de 20 governadores”, frisou.
Leia mais…

Tecnologia: Nokia vai voltar a fazer celulares; Empresa já foi a maior fabricante de celulares do mundo

NokiaO Globo – A Nokia anunciou nesta quarta-feira que assinou um acordo de licenciamento exclusivo, válido por 10 anos, com a companhia finlandesa HMD Global para celulares e tablets com sua marca e produzidos por uma subsidiária da taiwanesa Foxconn. A companhia, que já foi a maior fabricante de telefones móveis do mundo, vendeu sua divisão de celulares para a Microsoft em 2014. A Nokia, porém, ficou com suas patentes e começou a preparar uma volta ao mercado por meio de licenciamento da marca.

A empresa finlandesa, que atualmente obtém a maior parte de sua receita com equipamentos para telecomunicações, informou nesta quarta-feira que vai receber pagamentos de royalties da HMD relacionados à venda de produtos com sua marca. “Em vez da Nokia voltar a produzir celulares ela mesma, a HMD planeja produzir celulares e tablets que possam ampliar o valor da marca Nokia nos mercados globais”, afirmou Ramzi Haidamus, chefe da unidade de patentes da Nokia.

Mais cedo nesta quarta-feira, a Microsoft anunciou que vai vender os ativos relacionados a celulares mais básicos para a FIH Mobile, subsidiária da Foxconn, e para a HMD por 350 milhões de dólares. Como parte do acordo, a HMD vai comprar da Microsoft direitos de uso da marca Nokia em celulares básicos até 2024. “Juntos, estes acordos farão da HMD a única licenciada global para todos os tipos de celulares e tablets com a marca Nokia”, disse a HMD em comunicado. A empresa foi criada recentemente e é controlada pela Smart Connect, um fundo de investimentos administrado por Jean-Francois Baril, ex-funcionário da Nokia.

Publicidade

Copiadora Miranda

Verbas do Fundeb: STF concede liminar favorável aos municípios do RN

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo
Tribunal Federal (STF) concedeu liminar favorável à Federação dos Municípios do
Rio Grande do Norte (FEMURN), aos municípios e ao Estado, na tarde da última
sexta-feira (08), impedindo a devolução de R$ 192,4 milhões em complementação
ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O recurso
teria que ser devolvido em parcela única ainda este mês e agravaria a situação
financeira dos municípios potiguares. A decisão foi uma conquista das
Prefeituras e do Governo do Estado.
Para o Presidente da FEMURN, Francisco José
Silveira Júnior, a liminar representa uma vitória para os municípios, que já
amargam grandes perdas: “A Federação trabalhou e se empenhou muito para
essa conquista. Enviamos uma comissão de prefeitos a Brasília; colhemos a
assinatura e mobilizamos todos os prefeitos para a ação coletiva; nos
debruçamos sobre a peça jurídica e, felizmente, tivemos uma vitória
maiúscula”, afirma o presidente, ressaltando o apoio dos advogados da
FEMURN e Procuradoria Geral do Estado, que também atuou na causa.

Em 2015, os municípios repassaram corretamente os
dados escolares ao Fundeb, receberam a complementação e aplicaram devidamente
os recursos. A União alegava que o Rio Grande do Norte não teria direito a
complementação e cobrou os valores aos municípios. A FEMURN optou por ajuizar
uma ação coletiva para que os municípios não fossem penalizados pelo erro de
cálculo da união, e alegou que as prefeituras não agiram por má fé recebendo os
recursos e os aplicando corretamente. O entendimento prevaleceu para o STF.
“Já estávamos perdendo as esperanças. Esta
decisão é um alivio aos municípios. As cidades, a população e a educação não
serão prejudicados”, destacou o prefeito João Paulo, de Vera Cruz, que
integrou a comissão da FEMURN enviada a Brasília. Ele acrescenta que a
devolução dos valores da complementação do Fundeb pioraria ainda mais a crise
nas cidades. Com as recorrentes quedas no repasse do Fundo de Participação dos
Municípios (FPM), royalties e receitas próprias, a dificuldade em honrar os
compromissos seria ainda mais ampliada.
Publicidade

Folha: Governo do RN paga servidores dias 04 e 05 de abril

O Governo do Estado do RN vai pagar o funcionalismo nos dias 04 e
05 de abril, os aposentados e pensionistas terão seus vencimentos depositados
na próxima segunda-feira (04), enquanto os servidores ativos receberão os
salários na terça-feira (05).
As datas de pagamento da folha referentes ao mês de março refletem
o momento desastroso da economia no país, com graves consequências para os
Estados e municípios que mais dependem das transferências federais. A assessoria de comunicação do Governo do RN esclarece que, os repasses
da União ao RN, no acumulado de janeiro a março de 2016, confirmam uma queda de
14,55% em relação ao mesmo período do ano passado.
Somente a frustração dos royalties nos três primeiros meses do ano
já chega a 40,46% se comparado a janeiro, fevereiro e março de 2015, completa a
informação oficial. As transferências do
Fundo de Participação dos Estados (FPE) também caíram 13,64% no acumulado dos
primeiros três meses do ano em relação a 2015, que já foi inferior a 2014,
acrescenta o órgão de imprensa da gestão estadual.
Publicidade

Ministério Público recomenda que a Prefeitura de Alto do Rodrigues não realize gastos com o Alto Folia

Foto Canindé Soares
O Ministério Público do Estado do RN (MPRN), por intermédio do  titular da Promotoria de Justiça de Pendências, Ricardo Manoel da Cruz Formiga, expediu recomendação nº 03/2016 dirigida à Prefeitura Municipal de Alto do Rodrigues. O documento orienta ao prefeito Abelardo Rodrigues (DEM), que se abstenha de realizar ou patrocinar despesas públicas para os festejos do Alto folia 2016.
Foto reprodução
Na justificativa o promotor cita a questão financeira em que passa o município de Alto do Rodrigues, em virtude de quedas de receita de royalties e outros tributos, que o gestor priorize o uso de dinheiro público em obras e serviços permanentes, urgentes ou prioritários para a população. Outros pontos destacados pelo MP aponta a questão da crise hídrica e que a realização do Alto Folia (Micareta) provocará inevitavelmente um aumento de pessoas na cidade, inapropriado para o momento atual de contenção das reservas de abastecimento, sob pena de novo colapso; o promotor lembra ainda que o município deve direcionar mais investimentos no combate à epidemia de dengue, zika e chikungunya, situação que merece maior atenção pelos órgãos públicos.  Arafran Peter
Publicidadecopiadora-miranda

Nesta terça-feira em sessão solene o prefeito Hélio Miranda fez a leitura da Mensagem anual

A Solenidade foi
realizada na Câmara municipal de Guamaré nesta terça-feira (23), as 09:00HS.
Momento que que o prefeito Hélio Miranda fez um balanço das ações realizadas em
2015 e por realizar pelo seu governo, no ano de 2016.

O poder legislativo esteve
presente através dos seus vereadores e o seu presidente Eudes Miranda. Também
presente no evento, a Vice-Prefeita Maria Souza, os secretários municipais,
assessorias, funcionários do município e um grande público.

Todos acompanharam
atentamente as palavras do Chefe do executivo que foi um relato fidedigno das
ações concluídas no ano de 2015 e uma previsão, com fatos, dos empreendimentos
a serem realizados em 2016. 

O Prefeito Hélio
Miranda agradeceu aos que contribuíram para o sucesso da sua administração,
pediu a Deus que seja misericordioso com as  missões de todos e
sensibilidade para não deixar escapar os mínimos detalhes em atender ao povo da
cidade de Guamaré. Finalizou, apresentando
um documentário mostrando principais realizações do ano de 2015.
MENSAGEM ANUAL DO
PREFEITO HÉLIO MIRANDA

 Senhor presidente,

Senhores
vereadores, 
Servidores
públicos, 
Ex-prefeitos e
ex-vereadores, 
Representantes
religiosos, 
Meus senhores e minhas
senhoras, 
Iniciamos hoje mais um
ano legislativo, avançamos neste ano para concluir o nosso mandato que se
iniciou em janeiro de 2013, e nessa caminhada eu posso afirmar que mais
aprendi. Aprendi a conviver pacificamente com as diferenças, construí um
governo de tolerância, diálogo, persistência; ouvimos atentamente as críticas,
muitas delas sem a luz da solução. Mas das críticas buscamos nos aperfeiçoar,
fizemos da busca de soluções nossa meta maior. É bem verdade que diante da
burocracia nos sentimos muitas vezes vencidos, mas não derrotados. Persistimos
em busca de iniciar e concluir a grande obra de servir ao povo, sem esquecer a
colaboração do legislativo sempre preciosa e precisa, da imprensa, dos líderes
religiosos, dos servidores, dos líderes comunitários, do povo em geral.
Estamos dedicados a
finalizar a licitação da usina de dessalinização de água do mar para esquecer a
falta do líquido precioso, ressalvando que com muito esforço e criatividade
estamos vencendo esse desafio da água com medidas emergenciais, atendendo toda
zona rural e urbana de nosso município, a Estação de Tratamento de Esgoto de
circuito fechado vai retirar de nossas memórias a lagoa de rejeitos sólidos que
insiste em nos assustar, a ETE breve será instalada no Conjunto Vila Maria e
atenderá a todos, mas nesse intervalo compramos um caminhão sugador com
hidrojato para evitar que o sistema viesse a estagnar.
A pavimentação e
urbanização estão em todo lugar. Cuidamos com zelo das obras de outras
administrações, com suas reformas a manutenções.
Estamos implementando
um audacioso programa de habitação: com recursos próprios foram construídas
dezenas de unidades habitacionais e outras ainda em andamento para serem
entregues até o final de 2016. Em parceria com o Ministério das Cidades e com a
contra partida da Prefeitura, centenas de unidades habitacionais já estão em
construção, beneficiando as famílias das áreas de entorno de Salina da Cruz,
Quilombo, Morro do Judas, Lagoa Seca, Baixa do Meio e Centro de Guamaré, que
também estão inseridas no Auxílio Moradia para conclusão até o fim de 2016.
Assim, vamos zerar o déficit habitacional do município.
Queremos ressaltar que
a Assistência Social no município de Guamaré conseguiu nesses 03 (três) anos de
Governo a elevação dos indicadores sociais, reconhecido pelo Ministério de
Desenvolvimento Social – MDS, obtendo o Município de Guamaré o índice máximo de
gestão.
Lembrando a
fortificação do turismo no nosso município e do bem estar da população, estamos
iniciando as obras do Complexo Turístico Canto do Amaro, que trará um novo
lazer aos guamareenses e visitantes, além de resgatar merecidamente a figura do
pescador que foram os pioneiros da nossa amada terra, que terão seu espaço
garantido nesse projeto. Também teremos a continuação da Orla Aratuá, que será
um complexo a ser feito no conjunto Vila Maria que já está em licitação e
levará urbanização àquele conjunto e será outro ponto de lazer na nossa cidade.
Hoje a administração
tem desafios em vencer a dengue, e os esforços e dedicação são incansáveis.
Fomos atuantes na ampliação e aparelhamento da saúde com o centro cirúrgico que
hoje é uma realidade, dando oportunidade de os filhos de Guamaré nascerem em
sua Terra por meio de parto cesáreo, e na realização de diversas cirurgias
eletivas. Na saúde também houveram diversos importantes investimentos, como: o
acréscimo de mais 03 (três) estratégias de saúde da família, ficando assim um
total de 08 (oito) unidades, a implantação do CER (Centro de Reabilitação), do
CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), e tantos outros. 
A educação desenvolve
programas audaciosos de leitura e alfabetização em busca de índices melhores,
destacando que sem educação não teremos uma sociedade melhor. Durante a nossa
gestão asseguramos o ajuste anual do Piso Salarial dos professores, sendo pago
rigorosamente em dia, assim como foi realizada: a entrega de fardamento escolar
para todos os alunos da Rede Municipal de Ensino; realização das eleições para
diretores municipais; lançamento do “Projeto Nas Ondas da Leitura”; apresentação
e aprovação do Plano Municipal de Educação; implantação do Portal Digital e
formação para os docentes – Click Idéia; revitalização, reformas e ampliação de
escolas; incentivo à leitura através da distribuição de livros paradidáticos
para alunos da Rede Municipal de Ensino.
O esporte, dentre
tantos programas importantes voltados para o desenvolvimento do esporte e
lazer, se destaca entre as cidades Potiguares, com um dos únicos a implementar
o Plano Municipal de Esporte.
Temos uma Guarda Municipal
atuante, conveniamos com a Polícia Militar para oferecer mais segurança à
sociedade de Guamaré; a sensação de segurança é uma conquista.
Fomos ágeis em
implantar a nota fiscal eletrônica, na proteção da arrecadação, essa que só em
royalties perdemos o volume na ordem de 13 milhões com a crise mundial do preço
do petróleo.
Meus senhores e minhas
senhoras, não me ausentei das ruas, sempre fiz do meu mandato uma missão de
presença, de humildade, essa última, herança dos meus pais, Mundinho e Maria
Neves, que rendo aqui meus mais sinceros agradecimentos pela educação e amor à
nossa família, além dos ensinamentos que não deverei jamais esquecer. E nesse
contexto eu não posso deixar de lembrar de Christianny, e das minhas filhas
Roberta Luiza e Esthér, pela compreensão e companheirismo ao longo de minha
trajetória política. 
Certamente meu coração
me autoriza a citar todos os meus amigos e familiares, contudo minha memória
recua ao lapso de faltar o nome de alguns, sem falar no lapso de tempo que
tornaria inviável essa empreitada, assim mesmo o registro esta marcante em
minha memória e no meu apreço a todos.
Para finalizar, quero
deixar a certeza que seremos vigilantes em nossas metas, estaremos mais
sensíveis ao anseio popular, precisaremos cada vez mais do apoio da população e
todos os Poderes, estaremos lúcidos aos olhares, aos sentimentos, pois o não é
para nós tão doloroso quanto a quem ouve, o sim é gratificante e realizador, e
tenho me perguntado: Qual a verdadeira missão do homem público? E sempre que
vem esse pensamento eu respondo: a sinceridade, humildade e sensibilidade, de
buscar resolver todos os anseios, mesmo estando diante de um momento rigoroso
na administração pública, ao passo que esse paradoxo é desafiador, complexo no
dia a dia da administração, contudo, é empreendendo que seremos justos e
aprovados.
Então, quero agradecer
a todos e pedir a Deus que seja misericordioso com as nossas missões e nos de a
sensibilidade para não deixar escapar os mínimos detalhes na missão de atender
ao povo da cidade de Guamaré.
Para não ser enfadonho
vamos apresentar algumas realizações pela equipe do Gabinete Civil em slides.
Obrigado a todos e Deus
esteja conosco
Hélio Willamy Miranda
da Fonseca
Prefeito Municipal

Publicidade

Prefeito de Serra do Mel quita o 13º salário e garante pagar dezembro até o dia 30

Foto Laureano Negrão
A Prefeitura de Serra do Mel
garantiu o pagamento do 13º salário dos servidores municipais, conseguindo
dessa forma cumprir o que determina a lei, mesmo diante a crise que vem
enfrentando o país, Estado e municípios.
Segundo o prefeito Fábio Bezerra,
“Fabinho” (PMDB), a Administração Municipal cumpriu com sua obrigação e a lei,
“embora não tenha sido fácil, tendo em vista que os municípios estão
enfrentando dificuldades devido as constantes quedas em suas receitas, seja no
FPM ou nos royalties da Petrobras”, observa “Fabinho”.
O prefeito também garantiu que
até o dia 30 de dezembro, a Administração Municipal estará pagando o mês de
dezembro. Fechando assim, o ano de 2015 em dia com os servidores e as
obrigações inerentes ao município.
Ele lembra que enquanto em vários
municípios do RN e até do país, estão tendo que parcelar a folha e atrasaram o
13º salário, no município de Serra do Mel, com equilíbrio, economia e gestão,
foi possível pagar o décimo terceiro salário e garantir dezembro, dentro do mês
trabalhado.

O prefeito ressalta a importância
do volume de recursos que vai girar no comércio local, bem como a garantia que
muitas famílias estão tendo em pagar suas contas, comprar presentes, organizar
festejos de Natal e Ano Novo, ou de realizar outra programação.
Portal Costa Branca
Publicidade 

Prefeitos dos municípios produtores de petróleo se reúnem com o presidente da Femurn

Os prefeitos dos municípios produtores de petróleo
se reunirão na tarde desta quarta-feira (11) com o presidente da Femurn
Francisco Junior, que é o gestor de Mossoró. A pauta da reunião, a crise que afeta os municípios
produtores de petróleo, que estão sofrendo com as constantes quedas da receita
do ouro negro.

Mossoró que já tramita na camara municipal Projeto
de Lei que autoriza a municipalidade a antecipar os repasses de royalties do
petróleo. Os gestores dos municípios de Carnaubais, Assú, Macau,
Areia Branca, Pendências, Caraúbas e Felipe Guerra se articulam em busca da
viabilizar essa receita extra.
A viabilização é amparada pela Resolução de n°
02/2015, a qual permite aos estados e municípios que tiveram perda de
arrecadação com a exploração de petróleo, gás natural, recursos minerais e
recursos hídricos, obter a antecipação de receitas, sem se sujeitar aos limites
de endividamento, mais só se concretiza com a autorização do poder legislativo
de cada município.
Publicidade

Operação Resistência: MP apresenta provas contra o Prefeito de Ielmo Marinho

Foto reprodução – Divulgação
Detalhes da Operação Resistência foram divulgados
nesta sexta-feira durante entrevista coletiva com a presença do
procurador-Geral de Justiça, Rinaldo Reis Lima, e auxiliares do Caop Patrimônio
Público, Coordenadoria Jurídica Judicial e do Grupo de Atuação Especial de
Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Durante a entrevista, foi apresentado vídeo no qual o prefeito de Ielmo
Marinho, Bruno Patriota Medeiros, foi filmado repassando R$ 10 mil ao vereador
Luís Carlos Bidú, como suborno para dizer que estava sendo pressionado por
vereadores. O chefe do Executivo municipal exigiu declaração e a gravação de um
vídeo para repassar a quantia.

O PGJ explicou que, no curso da investigação, foi apurado a conduta do prefeito
com objetivo de frustrar processo na Câmara de Vereadores que poderia resultar
na cassação do chefe do Executivo Municipal.

Entre elas, está a entrega de dinheiro para testemunha, prática de retaliação
contra servidores e oferta de benefício a vereadores para conseguir apoio
político. Na Câmara Municipal prossegue investigação que apura despesas com
locação de veículos, uso irregular de royalties, compra de gênero alimentícios,
entre outros.

O coordenador Jurídico Judicial, Afonso de Ligório, se mostrou surpreso com o
resultado do cumprimento dos mandados de busca e apreensão da Operação. “Em 18
anos de Ministério Público nunca vi nada igual”, declarou.

A operação desencadeada no início desta sexta-feira pela Procuradoria-Geral de
Justiça com participação com apoio da Polícia Militar resultou no cumprimento
de mandados de busca e apreensão no gabinete do prefeito de Ielmo Marinho,
Bruno Patriota Medeiros, e em escritório oculto da Prefeitura localizado no
bairro de Tirol, em Natal, onde era realizada toda movimentação burocrática de
referido poder público municipal.

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte determinou oafastamento por tempo
indeterminado do prefeito Bruno Patriota. E determinou também a proibição de
ausentar-se da Comarca bem como, comunicar-se e manter contato com testemunhas,
entrada ou permanência na sede do Poder Executivo Municipal de Ielmo Marinho ou
em quaisquer órgãos ou secretarias municipais. 
Publicidade

Macau: Prefeito Kerginaldo demite 135 comissionados e reduz salários de mais 38 servidores

O prefeito de Macau, Kerginaldo Pinto no uso de suas atribuições,
volta a demitir, desta vez colocou demitiu 135 comissionados e 38 tiveram
salários reduzidos com troca de função. O corte foi anunciado aos vereadores da
base como medida de contenção. O curioso da medida é que ela veio depois da
retomada de crescimento de sua principal receita [royalties] nos últimos meses. A lista está no Diário
Oficial do Município. Confiram os nomes dos servidores exonerados aqui
Francisco Gomes
Publicidade

140 prefeitos do RN vão a Brasília pedir socorro para os municípios

Foto reprodução
Os municípios do Rio Grande do Norte estarão bem
representados na XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que acontece
entre os dias 25 e 28 de maio, no Centro Internacional de Convenções do Brasil,
em Brasília. 140 prefeitos do Estado confirmaram presença no evento promovido
pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com apoio da Federação dos
Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN).  Eles apresentarão reivindicações
para a crise financeira que prejudica os municípios, com ênfase para a melhor
distribuição dos recursos entre os três entes federativos. Presidente da FEMURN
e membro da diretoria da CMN, Francisco José Junior participa, na tarde desta
segunda, da Assembleia Geral Ordinária da Confederação.

A abertura da Marcha dos Prefeitos está prevista para as 9h de terça-feira, e
deve contar com a presença presidente Dilma Rousseff. Também participam os
presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Eduardo Cunha, bem como
ministros de Estado e parlamentares diversos. Este ano, o Pacto Federativo e a
Reforma Política serão temas destaques da Marcha. O presidente da Comissão
Especial da Reforma Política, deputado Rodrigo Maia, irá participar das
discussões sobre o tema. Além dele, o relator da mesma comissão, o deputado
Marcelo Costa e Castro, também confirmou presença. Outros temas que serão
priorizados são: Financiamento e Plano Municipal de Educação; Ações para
combater a crise hídrica; Reinserção social do usuário de drogas (Projeto União
Européia);

“Estamos vivendo esta semana uma grande mobilização de gestores de todo o
país. Vamos chamar atenção da sociedade e do Governo Federal. As cidades
precisam de mais recursos e ferramentas para poder atender a demanda que a
população exige”, destaca Francisco José Júnior, presidente da FEMURN e
prefeito de Mossoró. Ele lembra de algumas questões importantes que estão sendo
encaminhadas esta semana, entre elas distribuição igualitária dos royalties do
petróleo. O pleito será exigido por meio de um baixo assinado preparado pela
CNM, que resultará em uma petição que será entregue a Ministra do Supremo
Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia. “Os municípios têm, nessa
redistribuição, a possibilidade de alavancar as receitas e gerar investimentos
nas cidades, o que contribuiu para diminuição da crise financeira”,
acrescentou Francisco José.

PROGRAMAÇÃO
Na programação da Marcha, além dos temas sobre Reforma Política e Pacto
Federativo, também acontecerá o lançamento da Rede Municipalista, cujo o
objetivo é propiciar o contato direto e seguro com, pelo menos, um servidor em
cada município. Os prefeitos e prefeitas poderão indicar um assessor de
confiança para receber todas as informações relativos ao movimento
municipalista. A Marcha dos Prefeitos conta ainda com Arenas Temáticas, onde
serão discutidos assuntos sobre arrecadação dos municípios, desenvolvimento
municipal, crise hídrica, municípios sustentáveis, entre outros.

Confira a programação completa acessando: www.marcha.cnm.org.br

Abaixo seguem temas que serão encaminhados pelos prefeitos e, se implementados,
podem aliviar a situação financeira dos municípios:

ISS – Leasing, cartões de crédito, construção civil;

Complementação pela União ao piso salarial;

Merenda Escolar – Correção dos valores per capita;

Transporte escolar – disciplina convênios entre Estados e municípios;

Valores mínimos aplicados a saúde pela União;

Participação dos municípios na arrecadação das contribuições sociais;

Inserção da Segurança Pública como competência dos municípios;

Redistribuição dos royalties e participações especiais de petróleo e gás;

FPM (volátil);

Representação dos municípios no Confaz;

Atualização da planta genérica de valores (IPTU);

Não cobrança de contribuições sociais e CIDE dos municípios;

Imunidade tributária para aquisição de bens e serviços

Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA
FEMURN
Publicidade

Centrais sindicais protestam no Centro de Natal nesta sexta

Representantes de entidades
sindicais e movimentos sociais fizeram um protesto na tarde desta sexta-feira
(13) no Centro de Natal. A
concentração foi às 15h, em frente à Catedral Metropolitana. Em seguida, os
manifestantes seguiram em caminhada até a Praça 7 Setembro, onde terminaram o
ato às 17h30.
De acordo com a assessoria de comunicação da
Polícia Militar do Rio Grande do Norte,
a manifestação começou de forma pacífica, por volta das 15h. Cerca de 1.500
pessoas participavam do ato às 16h45, segundo a PM. Segundo Fátima Cardoso,
presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (um dos organizadores do
protesto), cerca de 3 mil manifestantes estiveram no ato. Já segundo a CUT, 10
mil pessoas participaram do protesto.
Após a concentração em frente à Catedral, os
manifestantes seguiram em caminhada até a Praça 7 de Setembro, onde ficam as
sedes da Prefeitura de Natal, da Assembleia Legislativa e do Tribunal de
Justiça do Rio Grande do Norte.
De acordo com José Rodrigues Sobrinho, presidente
da CUT estadual, a convocação para o ato foi coletiva e não é possível precisar
a quantidade de entidades que participaram da manifestação.
Além da CUT, fizeram parte do protesto membros da
Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Central Geral dos
Trabalhadores do Brasil (CGTB), União Nacional dos Estudantes (Une), Sindicato
dos Petroleiros do Rio Grande do Norte (Sindipetro), Sindicato dos Servidores
Públicos de Natal (Sinsenat), Sindicatos dos Rodoviários (Sintro) e Sindicato
dos Trabalhadores em Educação (Sinte).
Também participaram da manifestação representantes
da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Movimento dos
Sem-Terra (MST), Movimento Pela Libertação dos Sem-Terra (MLST), União da
Juventude Socialista (UJS), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil
(CTB), Levante Popular da Juventude.
A senadora Fátima Bezerra (PT), o deputado estadual
Fernando Mineiro (PT), e os vereadores Hugo Manso (PT), Fernando Lucena (PT) e
Cabo Jeoás ( PC do B) também estiveram presentes no protesto.
Os manifestantes carregaram faixas e cartazes e
gritaramm palavras de ordem, acompanhados de um carro de som.
Segundo o presidente da CUT no RN, José Rodrigues
Sobrinho, o ato foi construído coletivamente e representa a luta pela
democracia. “Estamos aqui em defesa da Petrobrás, mas também pela democracia,
pela garantia da soberania nacional, e pela manutenção dos direitos dos
trabalhadores”, disse.
Fátima Cardoso, presidente do Sindicato dos
Trabalhadores em Educação do RN (Sinte/RN), também defendeu a aplicação dos
royalties do Petróleo na educação. “Nós defendemos a soberania do povo
brasileiro. Isso aqui não deixa de ser um ato em favor do governo federal, da
presidenta que foi eleita com o voto popular, em uma eleição democrática”.
De acordo Pedro Henrique Santos, presidente
estadual da União da Juventude Socialista (UJS), o importante foi defender a
democracia. “Nossa motivação é defender que a democracia continue. O
principal mote é a reforma política. Achamos que o movimento social precisa
avançar nas conquistas que já conseguimos. É preciso aprofundar a democracia no
país”, disse.
Vando Rodrigues, militante à frente do Movimento
de Libertação dos Sem Terra (MLST), ressaltou que quer garantir as conquistas
do movimento. “Fomos à governadoria protestar pela posse dos assentamentos
e estivemos na Caixa para pedir a construção e a reforma das casas dos agricultores.
Estamos aqui em protesto pela continuidade do governo federal e pelas
conquistas já garantidas pelo movimento”, falou.
Wangle Alves, vice-presidente estadual da União
Nacional dos Estudantes (UNE), destacou a importância da reforma política.
“Viemos fazer pressão por uma reforma política no país e pedir para que
caia o financiamento público de campanha. Além disso, a política precisa
respeitar a democracia. Nós acabamos de eleger uma presidente e não se pode
desrespeitar a soberania de uma nação em detrimento de uma classe
insatisfeita”, afirmou.
José Araújo, coordenador geral do Sindicato dos
Petroleiros e Petroleiras do Rio Grande do Norte (Sindpetro/RN), reafirmou a
defesa da Petrobras. “O maior patrimônio do povo brasileiro é a Petrobras
e ela deve servir, de fato, para a população do nosso país, e não ao capital
estrangeiro. Reinvidicamos por uma Petrobras 100% pública, estatal e integrada
a um projeto de desenvolvimento nacional”, explicou. 
A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos
de Natal (Sinsenat), Soraia Godeiro, afirmou que o movimento buscava a
consolidação da democracia no país. “Tivemos um processo eleitoral democrático
e agora precisamos cobrar a implantação do programa de governo eleito pelo
povo. Qualquer atitude golpista pode trazer sérios danos às conquistas do
trabalhadores. Queremos a reforma política, a reforma fiscal – mas não com a
retirada dos direitos dos trabalhadores e sim com a taxação das grandes
fortunas”, afirmou.
O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
também participou da manifestação. A representante do MST Jailma Lopes afirmou
que o ato visava “a defesa da soberania popular e buscava a reforma política
através de uma constituinte”.
O representante da Federação dos Trabalhadores na
Agricultura Familiar (Fetraf), José Mota Junior, disse que, além de defender a
Petrobrás, o movimento defende a democracia e luta contra o retrocesso do país.
“A Petrobrás é nossa e querem entregá-la ao capital privado e estrangeiro. Nós
somos contra. Se há problema que seja apurado e os responsáveis punidos,
independente de partidos. Nós defendemos a democracia, não queremos um
retrocesso. Tá ruim? Tá. Mas pior era na ditadura militar onde ninguém tinha
direito a nada”.
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em
Educação (CNTE) também estava representada no ato. O professor Francisco de
Assis, que representa a CNTE no RN, afirmou que a luta também é para que os
royalties do Petróleo e do Pré-Sal sejam aplicados na educação.
O presidente do Sindicato dos Rodoviários do RN,
Nastagnan Batista, afirmou que “não é mudando a presidente que a coisa vai
mudar, é cobrando do governo”.

G1.RN
Publicidade

Prefeitura de Macau poderá ficar sem FPM por falta de transparência

Kerginaldo
Pinto, prefeito de Macau, não tem passado as informações para SIOPS
As recentes quedas no repasse dos royalties não
são o maior problema da Prefeitura de Macau. Afinal, o município e,
principalmente, os macauenses, poderão sofrer, também, com a suspensão do Fundo
de Participação dos Municípios (FPM), imprescindível para custear boa parte das
despesas de Macau, como a folha de pessoal. E qual motivo dessa suspensão?
Aparente incompetência do prefeito local, Kerginaldo Pinto, do PMDB.
O chefe do Executivo, que acabou de gastar mais de
R$ 1 milhão com o cachê de bandas para o carnaval, não tem repassado
informações que alimentam o Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em
Saúde (SIOPS), não foi alimentado conforme determina a Lei complementar 141.
O SIOPS faculta aos Conselhos de Saúde e à
sociedade em geral a transparência e a visibilidade sobre a aplicação dos
recursos públicos. É considerado um importante instrumento para a gestão
pública em saúde, pois a partir das informações sobre recursos alocados no
setor, têm-se subsídios para a discussão sobre o financiamento e planejamento
do SUS.
A Prefeitura de Macau, no entanto, não transmitiu
os dados para cálculo do demonstrativo. Isso acarretará sanções previstas na
Lei Complementar Nº 141.
“Sem prejuízo das atribuições próprias do Poder
Legislativo e do Tribunal de Contas de cada ente da Federação, o Ministério da
Saúde manterá sistema de registro eletrônico centralizado das informações de
saúde referentes aos orçamentos públicos da União, dos Estados, do Distrito
Federal e dos Municípios, incluída sua execução, garantido o acesso público às
informações”, apontou a artigo 39 da referida lei.
Em seus parágrafos § 5º, o Ministério da Saúde,
sempre que verificar o descumprimento das disposições previstas nesta Lei
Complementar, dará ciência à direção local do SUS e ao respectivo Conselho de
Saúde, bem como aos órgãos de auditoria do SUS, ao Ministério Público e aos
órgãos de controle interno e externo do respectivo ente da Federação, observado
a origem do recurso para a adoção das medidas cabíveis.
“O descumprimento do disposto neste artigo
implicará a suspensão das transferências voluntárias entre os entes da
Federação, observadas as normas estatuídas no art. 25 da Lei Complementar nº
101, de 4 de maio de 2000″, aponta o texto.
Fonte: Jornal de Hoje
Publicidade

Reativado o Polo Costa Branca, o prefeito de Tibau Naldinho presidirá.

A convite do deputado estadual Manoel Cunha Neto,
“Souza Neto” (PHS), prefeitos de cidades que formam o Polo Costa Branca,
participaram de reunião por ele presidida, neste sábado, 21, no auditório do
Hotel Vitória, em Mossoró, para reativar a Associação dos Municípios do Polo
Costa Branca.
O prefeito de Mossoró e também presidente da
Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), Francisco José Júnior
(PSD), abriu a reunião com palestra demonstrando sua preocupação quanto à
questão da queda no repasse dos royalties da Petrobras, além de demonstrar a
importância da reativação do Polo Costa Branca.
Em sua explanação, Francisco José Júnior disse que
o Polo Costa Branca terá uma grande importância em buscar recursos junto ao Governo
do Estado, apresentando suas principais prioridades.
Naldinho prefeito de Tibau é o novo presidente da associação
Essas prioridades, ressaltou Francisco José, serão
elencadas e entregues ao governador Robinson Faria (PSD), pela Femurn, para que
conste no Orçamento Geral do Estado. “Temos garantias do governador que as
prioridades vão ser atendidas. Precisamos nos fortalecer, assim como as demais
associações o Polo Costa Branca será importante, tanto na questão de unir os
prefeitos quanto em garantir obras estruturantes para seus municípios”,
destacou o presidente do Femurn.
Em seguida, o deputado Souza Neto fez várias
observações relacionadas a reativação do Polo Costa Branca, lembrando as ações
que foram conseguidas pela associação quando ele presidiu a mesma.
O deputado colocou seu mandato à disposição dos
prefeitos, bem como do Polo Costa Branca. “Fui prefeito, sei as dificuldades
que os municípios enfrentam, e sei também, quão grande é a importância da
reativar o Polo Costa Branca, que tem sua história de vitórias e conquistas”,
disse Souza Neto.
O presidente da Câmara Municipal de Mossoró e
também presidente da Federação das Câmaras Municipais do RN (Fecam), vereador
Jório Nogueira, também participou da reunião, onde destacou a importância de
unir forças.

Participaram da reunião os prefeitos de: Jório Nogueira (Presidente da Câmara de Mossoró
e Fecam), “Fabinho” (prefeito Serra do Mel), “Titico” (Porto do Mangue),
“Naldinho” (Tibau), Francisco José Júnior (Mossoró/Femurn), Ivan Júnior (Assu),
deputado Souza, “Mauricinho” (Grossos) e Luana Bruno (Areia Branca)
Destacou ainda, Jório Nogueira, que Mossoró,
apesar de não ter conseguido eleger os deputados filhos da terra, se encontra
bem representada pelo deputado Souza Neto, que vem realizando importantes ações
logo no início do mandato. “Souza, também é deputado de Mossoró”, disse Jório
Nogueira.
Costa Branca News/Fotos: Robson Carvalho
Publicidade

Ministério Público pela Educação: Vale do Açu pronto para implementar projeto

Com a presença do procurador da
República Victor Queiroga, das promotoras de Justiça Kaline Almeida e Iveluska
Lemos, o projeto Ministério Público pela Educação (MPEduc) foi lançado nesta
terça-feira (3) no Vale do Açu. Os gestores da educação nos municípios de
Ipanguaçu e Itajá receberam informações sobre o funcionamento do MPEduc e agora
estão prontos para a segunda etapa do programa, que prevê o preenchimento de
questionários sobre estrutura física e de pessoal, finanças e administração das
escolas.

Com os dados em mãos e as
visitas a serem realizadas será possível ao Ministério Público formular um
diagnóstico da educação nas escolas dos dois municípios e promover audiências
públicas. A partir de então, serão elaboradas recomendações conjuntas e enviadas
aos prefeitos e gestores, apontando as principais medidas a serem tomadas para
a melhoria da qualidade do ensino. Novas audiências serão marcadas para
apresentar os resultados. Caso necessário, serão adotadas medidas judiciais
contra os responsáveis, quando as recomendações não forem atendidas.
“A população sabe que a grande
esperança para o país é a educação. Se for perguntado a qualquer pessoa nas
ruas qual a ferramenta para mudar a situação do Brasil, praticamente todos
dirão que é a educação. Ocorre que muitos recursos são destinados a essa
política pública – cerca de 10% do PIB e mais 75% dos royalties – e ainda assim
não se veem as melhorias que todos gostaríamos na educação pública. O que o
Ministério Público quer é que a educação pública volte a ter a qualidade que já
teve no passado e pela qual os brasileiros anseiam no presente, de modo a
permitir um futuro melhor para o nosso país. Hoje, estamos dando o primeiro
passo para, de fato, priorizarmos a educação nesses dois município do Vale do
Açu”, declarou o procurador Victor Queiroga.
O programa – O MPEduc é um trabalho conjunto do Ministério Público Federal
(MPF) e Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN). O Vale é a segunda
região do estado alcançada pelo projeto, que em dezembro foi lançado no Seridó.
A parceria entre MPF e MP/RN foi firmada no dia 4 de novembro de 2014 e visa à
melhoria da educação básica em todo o Rio Grande do Norte. O programa tem
âmbito nacional e o protocolo de intenções local foi assinado pelo
procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis; o procurador-chefe da Procuradoria
da República no RN, Ronaldo Sérgio Chaves Fernandes; e a Coordenadora do Centro
de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Cidadania, Iveluska Lemos.
O lançamento do MPEduc em nível
estadual ocorreu em Currais Novos, no último dia 10 de dezembro, em um evento
que reuniu educadores de Currais Novos, Lagoa Nova e Cerro Corá, primeiras
cidades do Seridó onde serão desenvolvidas as atividades do projeto. Naquela
região, o programa está sendo coordenado pelo procurador da República Bruno
Lamenha e a promotora de Justiça Mariana Barbalho.
A metodologia utilizada no
MPEduc favorece e estimula a participação e o envolvimento dos representantes
ministeriais e de toda comunidade no dia a dia dos temas escolares. O trabalho
irá priorizar os municípios e escolas que estejam com situação crítica e que
apresentem as mais baixas notas no Ideb, considerando a região de atribuição
dos procuradores e promotores que aderirem à parceria.

Publicidade

Piso dos professores é reajustado em 13,01% e passa para R$ 1.917,78, presidente do SINDSERG Guamaré comenta

Escola Municipal Francisca Freire/Guamaré-RN – Projeto Sexta da Leitura
O Ministério da Educação (MEC) divulgou que o piso salarial do magistério terá aumento de 13,01%. Com o reajuste, o salário inicial passará para R$ 1.917,78 a partir deste mês. O cálculo está previsto na Lei do Piso (Lei 11.738/2008), que vincula o aumento ao percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno, referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano. O novo montante é relativo ao salário inicial dos professores de escola pública, com formação de nível médio e jornada de trabalho de 40 horas semanais.
Segundo o MEC, nos últimos dias, o ministro da Educação, Cid Gomes, reuniu-se com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).
De acordo com a lei, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno, definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
O piso salarial subiu de R$ 950, em 2009, para R$ 1.024,67, em 2010, e R$ 1.187,14, em 2011, conforme números incluídos no site do MEC. Em 2012, o valor vigente era R$ 1.451. Em 2013, o piso passou para R$ 1.567 e em 2014 foi reajustado para R$ 1.697. O maior reajuste foi registrado em 2012, com 22,22%.
O professor Alcimar Pereira, presidente do sindicatos dos servidores públicos do município de Guamaré comentou o reajuste:

Hoje estamos celebrando um dos momentos históricos na vida dos educadores. A valorização é o maior patrimônio de um trabalhador” Parabéns amigos professores!!!

Para Roberto Leão, presidente da CNTE, o reajuste cumpre a lei, embora ainda não seja o “que consideramos melhor para os trabalhadores”. Segundo ele, a Lei do Piso é “importantíssima para o cumprimento do PNE [Plano Nacional de Educação]”. Uma das metas previstas no plano estabelece prazo de seis anos para equiparação do salário dos professores ao dos demais profissionais com escolaridade equivalente. Conforme Leão, o rendimento médio dos docentes representa aproximadamente 60% dos salários médios dos demais profissionais.
Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o aumento, que tem sido praticado acima da inflação, representará custo maior com a folha e menos investimentos em reformas e infraestrutura das escolas, além de outros itens fundamentais à qualidade do ensino.
“Com certeza, teremos municípios e estados com dificuldade”, disse Cleuza Repulho, presidenta da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). “Precisaremos da regulamentação dos royalties do petróleo e do PNE em funcionamento para garantir novos recursos. A arrecadação dos estados e municípios foi menor que a esperada”, acrescentou.
Fonte: Agencia Brasil
Publicidade

Henrique tem participação equilibrada e de destaque no debate promovido pela TV Universitária

Ao
participar na noite desta quarta-feira, 24, do debate entre os candidatos a
governador, promovido pela TV Universitária, da UFRN, com ampla participação da
comunidade acadêmica, o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB), mostrou mais
uma vez que está preparado para governar o Rio Grande do Norte.  Com uma
postura equilibrada, mesmo enfrentando o estilo raivoso de alguns dos
oponentes, o candidato da coligação União pela Mudança, apresentou propostas e
discorreu sobre preocupações, projetos e prioridades.


“Este estado não pode mais errar. Não pode mais se
aventurar. É preciso ser serenidade e maturidade política”, afirmou Henrique em
suas considerações finais, quando deixou claro que o Rio Grande do Norte não
pode prescindir da colaboração e da parceria consistente com a comunidade
acadêmica.  Lembrou que problemas como o processo de desertificação e os
problemas enfrentados pela  região metropolitana  devem contar com a
contribuição dos melhores quadros e cabeças da Academia.
Durante o debate, Henrique Eduardo abordou temas
como Educação, importância do cargo de presidente da Câmara dos Deputados,
Política de Industrialização e Parceria com a UFRN. Veja os principais pontos
da participação do candidato no debate da TVU:
EDUCAÇÃO – Henrique lembrou que a Educação Pública
é uma das maiores preocupações da população do Rio Grande do Norte e que o
péssimo desempenho do estado no Ideb – 24º lugar entre todos os estados
brasileiros -, mostra que é preciso ter foco na participação e valorização dos
professores como forma de recuperar a qualidade da educação pública. Henrique
defendeu a adoção de um sistema de premiação de professores pelo cumprimento de
metas e a prioridade para a oferta de cursos profissionalizantes em parceria
com o IFRN e o Sesi/Senai.
ATUAÇÃO PARLAMENTAR – O candidato a governador da
coligação União pela Mudança disse que o seu oponente do PSD está desinformado
quanto ao papel e a importância do cargo de presidente da Câmara dos Deputados.
Lembrou a aprovação do Plano Nacional de Educação, do Marco Civil da Internet,
destinação de royalties da exploração do pré-sal para a Educação e a Saúde.
Lembrou a viabilização do projeto de construção da Barragem de Oiticica, em
Jucurutu, esperado há mais de 50 anos, e o grande projeto de irrigação a partir
da Barragem Santa Cruz, em Apodi.
INDUSTRIALIZAÇÃO – Henrique Alves disse que é
preciso criar um ambiente favorável e respeitoso aos empresários que desejam
investir no Rio Grande do Norte,  que devem ser tratados como parceiros e
objeto de uma política clara e transparente que passa por maior agilidade no
licenciamento ambiental. Defendeu também que é preciso ampliar o processo de
industrialização na Grande Natal e em Mossoró e levá-lo também para as demais
regiões do Rio Grande do Norte.
PARCERIA COM A UFRN – Henrique disse que não é
possível fazer qualquer planejamento no Rio Grande do Norte sem estabelecer uma
parceria muito forte com as universidades federais (UFRN e Ufersa) e o
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. O candidato a governador
anunciou que os quadros das universidades serão chamados a colaborar com a
oferta de conhecimento e novas soluções para questões como a mobilidade urbana.
Aproveitou para anunciar que pretende criar o Metrópole RN e implantar infovias
que possibilitem a oferta de acesso de alta qualidade à Internet.

Publicidade

Júnior continua a frente do executivo municipal e não substitui campanha do pai para se dedicar a Mossoró.

Ainda repercute a decisão do prefeito de Mossoró,
Francisco José Júnior, de não substituir o nome do pai, Francisco José, que
teve registro de candidatura indeferido, mesmo tendo o poder de eleger quem
quer que apoiasse. A decisão foi tomada em conjunto com a família com base em
um propósito chave: o jovem prefeito que foi o mais votado da história da
cidade quer se dedicar ao exercício de seu mandato para cuidar de Mossoró.
Em termos políticos, ele continua na campanha. Vai
agora trabalhar pelas vitórias de Robinson Faria, Fátima Bezerra e Fábio Faria
e até segunda-feira, 11, deve anunciar seu candidato a deputado estadual. Tudo
dentro do esperado, seguindo a mesma coerência de sempre, embora com as
atenções voltadas para superar questões relacionadas ao seu governo.
O chefe do executivo mossoroense tem pouco tempo e
muitos projetos para por em prática. Juntam-se a isso os problemas financeiros
que enfrenta a Prefeitura com as frequentes quedas do Fundo de Participação dos
Municípios (FPM) e royalties da Petrobras, além das heranças negativas deixadas
por outras gestões.
Por isso, a deliberação de não substituir o nome do
pai para cuidar da administração está sendo vista pelos mossoroenses como um
desapego necessário. A decisão, embora lamentada por muitos, vai sendo aceita
como uma renúncia necessária pelo bem da cidade. Assim como outras lideranças
jovens que fizeram a diferença no Rio Grande do Norte e no Brasil, Francisco
José Júnior tem a oportunidade de mostrar que o tempo é apenas um detalhe para
quem tem os pés no chão e um bom planejamento nas mãos.

Publicidade