Operação Policial: Policia Federal reprime crimes de lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas

Créditos da foto: ASSECOM PF

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 23/11, a Operação Lavaggio IV (7ª fase da Operação Overload) para colher provas de crimes de lavagem de dinheiro praticados por investigados envolvidos em organização criminosa voltada ao tráfico internacional de drogas a partir do Aeroporto Internacional de Viracopos.

A investigação teve início a partir da análise de documentos e informações de inteligência policial obtidos durante a Operação Overload (deflagrada em 6/10/2020) e Operações AKE e Lavaggio I, II e III e tem por objetivo identificar bens obtidos com proventos oriundos das atividades da organização criminosa e outros envolvidos que tenham autorizado o uso de seus nomes para ocultá-los.

A atual fase de investigação está centrada no círculo financeiro de um dos principais investigados na utilização da logística do Aeroporto Internacional de Viracopos e de Guarulhos para enviar remessas de grande quantidade de drogas para a Europa.

Esse investigado central já se encontra preso em razão de duas decisões condenatórias, tendo sido sentenciado a 20 (Operação AKE) e 112 anos (Operação Lavaggio III).

 Segundo elementos colhidos durante a investigação, os atos de ocultação e dissimulação ocorreram por meio de diversos mecanismos:

  1. a)  recebimentos de dinheiro em espécie;
  2. b)  recebimentos de valores por intermédio de interpostas pessoas, tanto físicas quanto jurídicas;
  3. c)   depósitos em dinheiro de forma pulverizada em contas-correntes de terceiros;
  4. d)   pagamentos ou transferências por pessoa jurídica para fornecedor distante de seu local de atuação, sem fundamentação econômico- financeira;
  5. e)   realização de operações que, por sua habitualidade, valor e forma, configuram artifício para burla da identificação da origem, do destino, dos responsáveis ou dos beneficiários finais;
  6. f)    recebimento de depósitos provenientes de diversas origens, sem fundamentação econômico-financeira, especialmente provenientes de regiões distantes do local de atuação da pessoa jurídica ou distantes do domicílio da pessoa natural;
  7. g)   realização de depósitos, saques, pedidos de provisionamento para saque ou qualquer outro instrumento de transferência de recursos em espécie, que apresentem atipicidade em relação à atividade econômica do cliente ou incompatibilidade com a sua capacidade econômico financeira;

 (h) movimentação de recursos incompatível com o patrimônio, a atividade econômica ou a ocupação profissional e a capacidade financeira.

As 16 pessoas investigadas – onze pessoas físicas e cinco pessoas jurídicas – movimentaram mais de 100 milhões de reais, cabendo à investigação, com o que for colhido nesta data, apurar detalhadamente o que é movimentação lícita e movimentação ilícita.

Nesta 7ª fase deflagrada hoje, estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão expedidos pela Primeira Vara Federal de Campinas.

Desses 13 mandados, 10 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nos estados de Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

 Além das buscas no território brasileiro, por meio de cooperação jurídica internacional, também, estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão na cidade de Maia, em Portugal. Estes mandados foram autorizados pela Primeira Vara Federal de Campinas e chancelados pelo Tribunal de Maia, em desfavor de um casal de brasileiros residentes naquele continente e uma pessoa jurídica titularizada por ambos.

Estes mandados serão cumpridos pela Polícia Judiciária de Portugal, acompanhada de Peritos Criminais de Portugal e um Perito Criminal Federal da Polícia Federal brasileira.

Os indícios até então colhidos pela Polícia Federal brasileira mostram que o casal matinha estreita ligação com o principal investigado e movimentaram milhões de reais a pedido deste.

Além dos mandados de busca e apreensão, a Justiça Federal também autorizou o bloqueio de bens e valores encontrados em nome dos investigados.

A operação de hoje é o sexto desdobramento da Operação Overload e decorre do trabalho da Polícia Federal em descapitalizar as organizações criminosas voltadas ao tráfico de drogas.

Leia mais
Copiadora_Miranda_Movel
WebRadio_Site_Movel
Almoçando com Musicas_Movel
CX_Radios_Fixo
SindSerg_Lateral
EscolaMonsenhor
Pagode & Cia_Lateral
Radios_Online_Fixo
LBV_Lateral
JM-VARIEDADES
Carnaval_Guamare_2024_Segunda
Show da Manha
HSHOT_500
EliasRaioX
Drogaria_Ana_Luiza_Lat
Copiadora-Miranda_Banner_B
Carnaval_Guamare_2024_Sabado
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Festa_Galinhos
Guedes-Motos
Almoçando com Musicas
Carnaval_Guamare_2024_Terca
Anuncie Aqui
Carnaval_Guamare_2024
Casa Durval Paiva_Fixo
Drogaria Betesta
App
RadiosNet_Fixo