Guamare News

Júnior continua a frente do executivo municipal e não substitui campanha do pai para se dedicar a Mossoró.

Ainda repercute a decisão do prefeito de Mossoró,
Francisco José Júnior, de não substituir o nome do pai, Francisco José, que
teve registro de candidatura indeferido, mesmo tendo o poder de eleger quem
quer que apoiasse. A decisão foi tomada em conjunto com a família com base em
um propósito chave: o jovem prefeito que foi o mais votado da história da
cidade quer se dedicar ao exercício de seu mandato para cuidar de Mossoró.
Em termos políticos, ele continua na campanha. Vai
agora trabalhar pelas vitórias de Robinson Faria, Fátima Bezerra e Fábio Faria
e até segunda-feira, 11, deve anunciar seu candidato a deputado estadual. Tudo
dentro do esperado, seguindo a mesma coerência de sempre, embora com as
atenções voltadas para superar questões relacionadas ao seu governo.
O chefe do executivo mossoroense tem pouco tempo e
muitos projetos para por em prática. Juntam-se a isso os problemas financeiros
que enfrenta a Prefeitura com as frequentes quedas do Fundo de Participação dos
Municípios (FPM) e royalties da Petrobras, além das heranças negativas deixadas
por outras gestões.
Por isso, a deliberação de não substituir o nome do
pai para cuidar da administração está sendo vista pelos mossoroenses como um
desapego necessário. A decisão, embora lamentada por muitos, vai sendo aceita
como uma renúncia necessária pelo bem da cidade. Assim como outras lideranças
jovens que fizeram a diferença no Rio Grande do Norte e no Brasil, Francisco
José Júnior tem a oportunidade de mostrar que o tempo é apenas um detalhe para
quem tem os pés no chão e um bom planejamento nas mãos.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *