Educação: Merenda escolar sem reajuste federal há 05 anos faz com que crianças dividam até mesmo ovo

Foto reprodução

Com a verba federal sem reajuste desde 2017 e a inflação dos alimentos, relatos de racionamento e cortes de merenda escolar se multiplicam pelo Brasil. Alunos que tiveram a mão carimbada para não repetir o prato, ovo dividido para quatro crianças e corte de itens básicos, como arroz e carne, estão entre as queixas. Com o alto número de pais sem trabalho, a merenda é uma chance de refeição equilibrada para parte das crianças.

Em agosto, a gestão Jair Bolsonaro vetou o reajuste, com correção pela inflação, aprovado pelo Congresso. A justificativa foi que isso poderia drenar verbas de outros programas e estourar o teto de gastos. Depois, ele não previu reajuste no Projeto de Lei Orçamentária.

A responsabilidade de custeio é de União, Estados e municípios, mas a participação federal é importante, principalmente em cidades pobres.

Estadão

Mercadinho Deus Proverá
JM_Variedades_Movel
Eduardo_Auto_Pecas_Movel
MercadinhoDeusProvera
Radios_Online_Fixo
Cartão
Radio_Box_Fixo
MiniprecoFixo
RadiosNet_Fixo
HSHOT_500
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Casa Durval Paiva_Fixo
JM-VARIEDADES
Drogaria Betesta
Pagode & Cia_Lateral
Copiadora-Miranda_Banner_B
Guedes-Motos
App
CX_Radios_Fixo
Show da Manha
OpticaEmporio
Anuncie Aqui
Almoçando com Musicas
AlphaColor_Lateral
Eduardo-Auto-Pecas
DN_Servicos_Fixo_2
Ediuny_Oliveira_Live