Economia: Corte de R$ 1,6 bilhão na Saúde deve impactar compra de remédios por ministério

Foto reprodução

O governo Jair Bolsonaro (PL) deve fazer um corte na de R$ 1,647 bilhão no Ministério da Saúde, na esteira dos bloqueios de gastos do Orçamento Geral da União de 2022. De acordo com relatos feitos à CNN por fontes da pasta, o corte deve afetar na aquisição dos mais diversos insumos, como medicamentos.

Conforme fontes técnicas do ministério ouvidas pela CNN, há uma preocupação com o abastecimento de medicamentos, que podem causar impactos em programas coordenados pelo Ministério da Saúde como: a assistência aos povos indígenas, a farmácia popular e básica, a prevenção e tratamento de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), a rede de atendimento materno e infantil, entre outros.

Na semana passada, o governo informou que bloquearia R$ 5,7 bilhões de gastos não obrigatórios do Orçamento Geral da União de 2022 de todas as áreas. Os cortes iniciaram na segunda-feira (28).

Leia mais
JM_Variedades_Movel
AlphaColor_Lateral
Casa Durval Paiva
MercadinhoDeusProvera
HSHOT_500
Ediuny_Oliveira_Live
Eduardo-Auto-Pecas
Cartão
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Anuncie Aqui
OpticaEmporio
App
Casa Durval Paiva_Fixo
MiniprecoFixo
Radios_Online_Fixo
Show da Manha
CX_Radios_Fixo
AlphaColor_Lateral
Guedes-Motos
Almoçando com Musicas
Pagode & Cia_Lateral
Drogaria Betesta
JM-VARIEDADES
DN_Servicos_Fixo_2
Copiadora-Miranda_Banner_B
RadiosNet_Fixo
Radio_Box_Fixo