Economia: Após criação de canais digitais, uso de cheque cai quase 94% desde 1995, afirma Febraban

Foto reprodução

O uso de cheques pelos brasileiros caiu 93,91% de 1995 a 2022. Dados da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) mostram que foram compensados 202,8 milhões de documentos em 2022. Eram 3,3 bilhões em 1995, início da série histórica

O cheque é um documento que precisa ser preenchido por um cliente bancário com informações de pagamento, data de vencimento e assinatura. Pode ser à vista ou a prazo.

O contrato de pagamento foi saindo de uso com a chegada de novos meios de pagamento, como os digitais. Em 2022, os brasileiros usaram 7,3% menos cheques que em 2021.

Walter Faria, diretor-adjunto de serviços da Febraban, disse que 7 em cada 10 transações bancárias no país são feitas pelos canais digitais, como internet banking e celulares. “É reflexo da comodidade, velocidade e segurança oferecidas por estes meios de pagamento. Soma-se a isso também o Pix, que, ao longo de 2 anos de funcionamento, se consolidou como o meio de pagamento mais utilizado pelos brasileiros”, afirmou.

Os cheques movimentaram um valor médio de R$ 3.257,88 por operação em 2022. A quantia é maior que em 2021, quando era de R$ 3.046,52. Segundo Faria, o cheque é usado para transações de maior valor, enquanto o Pix é utilizado como meio de pagamento para operações mais baratas.

Portal 98 FM

AnuncieAqui_Movel
DN_Service_Movel
Mercadinho Deus Proverá
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Almoçando com Musicas
Pagode & Cia_Lateral
AlphaColor_Lateral
MercadinhoDeusProvera
OpticaEmporio
Eduardo-Auto-Pecas
Guedes-Motos
Casa Durval Paiva_Fixo
Copiadora-Miranda_Banner_B
CX_Radios_Fixo
Radio_Box_Fixo
Show da Manha
DN_Servicos_Fixo_2
MiniprecoFixo
Cartão
RadiosNet_Fixo
HSHOT_500
Drogaria Betesta
Anuncie Aqui
App
JM-VARIEDADES
Radios_Online_Fixo
Ediuny_Oliveira_Live