Cartão Vermelho: Chargista do Tribuna do Norte é demitido por fazer charges com críticas a Bolsonaro

Foto reprodução\Charger Rodrigo Brum

O chargista Rodrigo Brum publicou em suas redes sociais um desabafo emocionante, após sua demissão no jornal Tribuna do Norte, no qual trabalhou por cerca de 10 anos. Brum é experiente profissional e já atuou em outros veículos de comunicação. Ele classifica sua saída repentina como uma espécie de retaliação da administração do matutino acerca das suas críticas ao governo Bolsonaro.

Vai o jornal mas fica o lápis!

”Há poucos dias tivemos uma reunião super bacana na redação, cheia de otimismo, falando da nova direção. Saí de lá comentando com um dos jornalista que achava ótimo esse posicionamento prometido na reunião: de não deixar a política influenciar nas decisões, mesmo tendo no seu quadro de chefia o suplente de um ex-ministro do atual governo, candidato ao senado. Pois bem, uma das primeiras atitudes dessa nova administração foi algo realmente sem qualquer conotação politica: DEMITIR O CHARGISTA, que faz charges contra esse governo a favor da liberdade (kkkk). Engraçado, que segundo a tal reunião, antes é que havia um posicionamento político, mas durante esse período, sempre fiz charges com total liberdade e autonomia. É isso, a partir de hoje não faço mais parte da Tribuna do Norte. Falar que não fiquei preocupado, estaria mentindo, é uma grana que vai fazer falta. Falar que não foi chato, outra mentira, fiz muitos amigos nesses 10 anos de Tribuna, gente que vai fazer falta. Mas saio com a cabeça mais erguida do que quando entrei. Bem melhor me demitirem do que tentarem me moldar. Pelo menos isso. Sinal que as charges funcionaram, alguém se doeu muito. A demissão? Uma consequência que infelizmente nós chargistas estamos sujeitos ao fazer nosso trabalho nesse período de “liberdade” (outra piada). Agradeço muito por essa década de aprendizado. Pelo prazer de trabalhar com o gigante do jornalismo potiguar, Julião. De ter tido professores como Carlos Peixoto, Cledivania Pereira e o grande Woden. Gente, eu trabalhei com Woden Madruga, parceiro do Henfil quando o mesmo morou por aqui. Aliás, o mesmo Henfil que um dia já fez charges lá no jornal… olha a honra, ocupamos o mesmo espaço. Então saio agradecendo por tudo isso. Espero ter feito alguma diferença durante esse tempo. Aprendi, errei, tive pequenas censuras, fui premiado, cresci. Por isso mesmo repito: Saio de cabeça erguida. E muito feliz, porque se o novo caminho for esse, de demitir quem vai contra o governo, é melhor tá de longe. Tem coisas que dinheiro nenhum compra. Mas como disse no título, vai o jornal mas fica o lápis”

Blog do FM

Copiadora_Miranda_Movel
WebRadio_APP
AnuncieAqui_Movel
HSHOT_500
MiniprecoFixo
DN_Servicos_Fixo_2
Banner 87
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
JM-VARIEDADES
Drogaria Betesta
Copiadora-Miranda_Banner_B
Radio_Box_Fixo
Show da Manha
Radios_Online_Fixo
App
CX_Radios_Fixo
Eduardo-Auto-Pecas
Ediuny_Oliveira_Live
OpticaEmporio
JM Variedades_Niver_1
RadiosNet_Fixo
Cartão
MercadinhoDeusProvera
Anuncie Aqui
Guedes-Motos