Brasil\Vítima de Leandro Lehart: “Comecei a me debater, pedindo para parar”

Foto reprodução

Rita de Cássia Corrêa (foto em destaque), a mulher que foi vítima de estupro e cárcere privado pelo cantor Leandro Lehart, do grupo Art Popular, concedeu entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, exibido no domingo (18/9). Ela contou detalhes sobre a relação dos dois, revelou como o abuso ocorreu e elencou todos os problemas enfrentados depois do episódio.

Na última semana, o artista foi condenado a 9 anos e 7 meses de prisão em regime fechado, sob a acusação de estupro. Segundo fontes que tiveram acesso ao processo, a vítima conheceu Leandro Lehart em um projeto de música do qual ele era diretor. Os dois desenvolveram uma amizade e, posteriormente, um envolvimento romântico.

Os dois se conheceram em 2017 e mantiveram relações consensuais. O abuso, porém, aconteceu em 2019. No dia, eles se relacionavam quando Leandro pediu para que eles continuassem no banheiro.

De acordo com ela, no cômodo, ele foi agressivo, a imobilizou e cometeu um ato grotesco e escatológico de violência. “Na minha boca. Eu já comecei a me debater, e pedindo para ele parar. Tentei tirá-lo de cima de mim, mas não consegui. Ele ainda se masturbou até chegar ao orgasmo”, contou a vítima.

Ainda segundo o relato de Rita, Leandro a trancou no banheiro “para que ela se acalmasse e eles pudessem conversar”. O cantor, então, chamou um motorista de aplicativo para deixá-la em casa. “Já fui direto para o banheiro. Já ali no chão mesmo, me despenquei a chorar e fiquei muito tempo ali tentando me higienizar, tentando tirar todo aquele cheiro horrível, aquele gosto, escovando meus dentes. Ali embaixo do chuveiro”, relembrou a mulher.

Depois do abuso, Rita perdeu o emprego de controladora de acesso no metrô de São Paulo, tentou se matar e enfrenta diversos problemas psicológicos. “A minha vida hoje ela é feita de dores psicológicas, físicas, de limitações. Esse monstro que cometeu todas essas atrocidades comigo em uma noite”, disse.

Pronunciamento de Leandro

Leandro publicou, em seu Instagram, uma nota de seus advogados de defesa. O comunicado ressalta que o processo corre em segredo de Justiça e “ainda pende de decisão final”. “De toda sorte, Leandro e seus advogados seguem confiantes no Poder Judiciário e que a verdade prevalecerá, com sua consequente absolvição.”

O músico afirmou ser vítima “de uma grande injustiça”. De acordo com ele, a Justiça, “mesmo que tarde, não falha. E a maldade não prevalecerá nunca”.

Metrópoles

Drogaria_Betesda_Movel
JM_Variedades_Movel
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
App
MercadinhoDeusProvera
Guedes-Motos
JM Variedades_Niver_1
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
MiniprecoFixo
RadiosNet_Fixo
Radio_Box_Fixo
Copiadora-Miranda_Banner_B
JM-VARIEDADES
Cartão
Radios_Online_Fixo
CX_Radios_Fixo
Ediuny_Oliveira_Live
Show da Manha
OpticaEmporio
Drogaria Betesta
Banner 87
Eduardo-Auto-Pecas
HSHOT_500
Anuncie Aqui
DN_Servicos_Fixo_2