BR 304: DNIT adia pela terceira vez entrega entrega do desvio do trecho da BR 304 em Lajes

Créditos da foto: reprodução/divulgação

Mais uma vez o DNIT adiou a entrega do desvio na BR-304, que está interditada desde o final do mês de março, na altura do município de Lajes, após fortes chuvas que caíram na região. A liberação do desvio, prevista para esta quarta-feira (15), foi cancelada pela terceira vez. Em nota, o órgão diz que vai realizar a entrega “nos próximos dias”, mas prefere não fixar uma data. Contudo, durante audiência pública na Assembleia Legislativa, o chefe do Serviço de Planejamento e Projetos do DNIT/RN, Francisco Igor Nunes, disse que o acesso ficará pronto até a próxima sexta (17).

A declaração foi dada na tarde dessa terça-feira (14), ocasião em que ele também disse que essa obra emergencial custará R$ 6.169.202,19. “A expectativa nossa é de que na próxima sexta-feira a gente consiga construir o serviço e abrir para o tráfego, em função da capacidade de execução é uma estimativa que a gente faz, esperamos que não chova e acredito que a gente consegue cumprir esse prazo”, declarou.

O motivo do atraso continua sendo em razão do clima, que estaria interferido na conclusão da obra. “O DNIT informa que o cronograma de conclusão do desvio está sendo revisto devido às condições climáticas. A expectativa da autarquia é de concluir o serviço nos próximos dias”, diz a nota do órgão.

Créditos da foto: reprodução/divulgação

A construção começou em 3 de abril, três dias após o km 203,5 da BR-304/RN, em Lajes, ser interditado. A previsão inicial era de que o desvio, de cerca de 500 m, fosse feito em 15 dias, sendo entregue, portanto, em 18 de abril. Mas não ocorreu.

Uma semana após essa data, o DNIT informou que a obra estava 50% executada e, naquela ocasião, sendo instalada a tubulação do bueiro que vai garantir o fluxo do riacho Bom Fim. Também disse que a conclusão dos serviços estava condicionada “a condições climáticas favoráveis, uma vez que o excesso de chuva dificulta a colocação de material do pavimento. Contudo, a expectativa é de que o desvio já esteja operando na primeira quinzena de maio”, divulgou o órgão naquele momento.

Esse prazo foi modificado e o a autarquia acreditou que poderia adiantar a entrega. Empolgada com essa ideia, após uma reunião com o diretor-geral do DNIT, Fabrício Galvão, em Brasília, no dia 6 de maio, a governadora Fátima Bezerra, anunciou que a nova data seria o dia 10, sexta-feira passada. “Existia a expectativa de se antecipar a conclusão, mas as condições climáticas não foram favoráveis. Permanece o prazo inicial: o final da primeira quinzena de maio”, justificou. O prazo não foi cumprido.

O órgão diz que quando finalizado, o desvio terá 500 metros de extensão, 10,5 metros de largura (incluindo dois acostamentos de 1,5 metro cada) em pavimento de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ). A camada de CBUQ terá sete centímetros de espessura, garantindo aos usuários mais segurança ao trafegar e possibilitando a passagem de veículos pesados.

A pista é provisória. Será utilizada enquanto a travessia da rodovia que cedeu não for feita. Após isso, será aproveitada como parte do canteiro de obras para a execução da nova ponte. A ponte a ser construída vai substituir a estrutura que colapsou no final de março em decorrência das fortes chuvas.

Para esta obra principal, o anteprojeto para contratação emergencial de empresa que vai construí-la está em análise pela equipe técnica da autarquia. Após a aprovação do anteprojeto, será dado início ao processo de contratação de empresa para a obra, no 2º semestre. “Importante esclarecer que a nova estrutura terá conformações diferentes da travessia que colapsou, visando elevar a capacidade de vazão”, diz.

Desde o final de abril, um desvio construído em propriedade privada, nas proximidades da ponte, tem desafogado o tráfego na região. Quem prefere não usar essa alternativa, pode trafegar por rotas alternativas, como a Estrada do Óleo. A orientação é que os motoristas que seguem no sentido Natal-Mossoró utilizem a BR-226/RN, seguindo por Currais Novos e Jucurutu (via Florânia), até Triunfo Potiguar, pela RN-233 até Açu, acessando a BR-304, em direção a Mossoró. Uma segunda rota, pega a BR-406/RN até Macau, seguindo pela RN-118, acessando a BR-304/RN (acesso no km 118, após o ponto de interdição), em direção a Mossoró.

Já quem vai no sentido Mossoró-Natal, a sugestão é sair pela BR-304/RN e acessar a RN- 118 (acesso a Ipanguaçu), no sentido Macau. Depois, ingressar na BR-406/RN, em direção à capital Natal. Numa segunda rota sai da BR-304/RN, acessa RN-118 (acesso a São Rafael), via Jucurutu para BR-226/RN. Outra opção é utilizar a BR-110/RN e pegar a BR-226/RN até Natal.

Tribuna do Norte

Mercadinho Deus Proverá
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Ediuny_Oliveira_Movel
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Casa Durval Paiva_Fixo
Almoçando com Musicas
Anuncie Aqui
RadiosNet_Fixo
HSHOT_500
Eduardo-Auto-Pecas
Drogaria Betesta
Copiadora-Miranda_Banner_B
Guedes-Motos
EliasRaioX
App
Pagode & Cia_Lateral
LBV_Lateral
MercadinhoDeusProvera
Radio_Box_Fixo
Sao_Joao_Monsenhor
Ediuny_Oliveira_Live
Radios_Online_Fixo
JM-VARIEDADES
CX_Radios_Fixo
Show da Manha
SindSerg_Lateral