Br 104: Governo do RN e DNIT, avançam na implantação da BR-104 de Macau a Jaçanã

Créditos da Foto: Fábio Duarte

Em reunião com o diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Fabrício Galvão, na manhã desta quarta-feira (10), em Brasília, a governadora Fátima Bezerra entregou documento autorizando a incorporação de cinco trechos de rodovias estaduais à malha rodoviária federal em mais um passo para implantação da BR-104 no Rio Grande do Norte. A rodovia terá 215 quilômetros, partindo do município de Macau e passando por Pendências, Pedro Avelino, Afonso Bezerra, Lajes, Cerro Corá, até a divisa da Paraíba na altura do município de Jaçanã.

Com 672,3 quilômetros de extensão, de Macau/RN até Maceió/AL, a rodovia foi projetada para interligar os principais pólos econômicos do Nordeste, fortalecendo o comércio e o turismo da região. No ano passado, o trecho potiguar foi incluído pelo governo do RN no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-3), juntamente com a duplicação da BR-304.

“É importante conquista para melhoria da infraestrutura rodoviária do RN. A estrada percorre a região Central, facilitando a mobilidade e integrando aqueles municípios às demais regiões do Estado”, afirmou a governadora Fátima Bezerra. Ela lembrou que este é o segundo trecho federalizado no Rio Grande do Norte. O primeiro foi o da BR-226 entre Florânia, São Vicente e Currais Novos, que já está em obras de melhorias e adequação da rodovia ao padrão BR.

O secretário de Estado da Infraestrutura, Gustavo Coelho, considerou a federalização da BR-104 “mais um ato importante de integração da malha viária estadual à federal, melhorando as condições de trafegabilidade e segurança dentro do estado”.

Diretor geral do DNIT, Fabrício Galvão explicou que a estrada é importante eixo de integração para o RN e para o Nordeste, vez que faz a ligação a centros importantes como Campina Grande, na Paraíba, e Caruaru, em Pernambuco. “Agora, com a autorização, vamos dar celeridade no trâmite às medidas para a incorporação à malha federal.”

Além de interligar 12 municípios potiguares que estão no trajeto de cinco rodovias estaduais – RN-118, RN-263, RN-104, RN-042 e RN-023 -, a BR-104 propiciará a conexão entre três rodovias federais: BR-226, BR-304 e BR-406.

Estudos técnicos realizados pelo DNIT foram amplamente favoráveis à consolidação do projeto, bem como destacaram a grande relevância econômica da ação nos trechos das rodovias estaduais que serão federalizados.

ASSECOM\RN

Mercadinho Deus Proverá
Créditos da Foto: reprodução

O ex-policial militar Wendel Fagner Cortez de Almeida, conhecido como Wendel Lagartixa, teve sua prisão preventiva decretada pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) nesta quinta-feira (11).

A decisão é da Câmara Criminal do órgão, que deu provimento ao recurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) no âmbito da Operação Aqueronte, que apura um triplo homicídio, ocorrido na Redinha, Zona Norte de Natal, em 2022.

A investigação também apura um segundo crime de tentativa de homicídio. Ambos os casos estão com instrução encerrada na vara do Júri em Natal.

Os desembargadores acataram a argumentação do Ministério Público de que as medidas cautelares para que a prisão preventiva não fosse declarada eram, atualmente, insuficientes.

Um ponto que pesou para a decisão foi o fato do policial reformado ter sido flagrado com uma arma irregular enquanto passava pelo estado da Bahia no último mês de maio.

O cenário reforçou os argumentos da promotoria de que Wendel Lagartixa representa risco à ordem pública. A decisão pela prisão preventiva ocorreu de forma unânime na Câmara Criminal do TJRN

Wendel Lagartixa deve permanecer preso até o julgamento do caso, que ainda não tem data para acontecer.

O caso

De acordo com a denúncia do Ministério Público, as vítimas do triplo homicídio foram mortas a tiros em um bar no bairro da Redinha, em Natal. O crime ocorreu em abril de 2022. Os acusados – um policial militar da ativa, dois ex-policiais militares e um quarto indivíduo – são apontados como membros de grupo de extermínio. Eles ainda teriam tentado assassinar mais três outros homens que estavam no local. Duas das vítimas – um ajudante de cozinha e um servente de pedreiro – teriam sido executadas como “queima de arquivo” por terem testemunhado uma terceira execução.

Em 2013, Wendel Lagartixa também foi preso em operação da Polícia Federal, acusado de participar de um grupo de extermínio e estar envolvido em outra investigação da PF.

Portal G1

Eduardo_Auto_Pecas_Movel
Créditos da foto: reprodução

A Agência da Capitania dos Portos em Areia Branca (AgABranca) está com inscrições abertas no período de 8 a 19 de julho de 2024, para o Processo Seletivo do Curso de Formação de Aquaviários – Moço de Convés (CFAQ-MOC) Turma 1 de 2024.

O curso será realizado de 19 de agosto a 20 de dezembro de 2024, em Areia Branca. O edital encontra-se no site da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte (https://www.marinha.mil.br/cprn) e também pode ser conferido no final desta postagem. Para mais informações ligue para Divisão do Ensino Profissional Marítimo (84) 98701-3020.

1 – Condições necessárias à inscrição:
a) Ser brasileiro(a) nato ou naturalizado(a);
b) Ter no mínimo dezoito (18) anos no ato da matricula;
c) Possuir escolaridade mínima do 9º ano do Ensino Fundamental;
d) Estar em dia com as obrigações militares e eleitorais; e
e) Atender às demais condições estabelecidas no Edital do Processo Seletivo.

2 – No ato da inscrição, o(a) candidato(a) deverá apresentar os originais e cópias dos seguintes documentos:
a) Documento de identidade com foto legível;
b) Cartão de inscrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF);
c) Ficha de inscrição preenchida;
d) Guia de recolhimento da União GRU, esses documentos deverão ficar arquivados na AgABranca, anexados à ficha de inscrição;
e) Duas (2) fotografias 3×4 recentes; e
f) Cópias/original da Caderneta de Inscrição e Registro (CIR), se aquaviários.

Confira o Edital AQUI

Costa Branca News

Copiadora_Miranda_Movel
Créditos da foto; DENARC/Parnamirim

Policiais civis da Delegacia Especializada de Narcóticos (DENARC/Natal) apreenderam, na tarde desta quarta-feira (10), um adolescente, de 17 anos, pela suspeita de ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas e porte ilegal de munição, na comunidade Mar da Galiléia, em Parnamirim, Região Metropolitana de Natal.

Recentemente, a equipe da DENARC recebeu informações sobre um ponto de venda de drogas, localizado em via pública, na Rua África do Sul, na comunidade Mar da Galiléia. A denúncia indicava o ponto de comercialização de drogas, havendo a presença de homens portando arma de fogo.

Com base nessas informações, os policiais realizaram levantamentos e diligências com a finalidade de confirmar o ponto exato de venda de drogas, bem como o horário de maior movimentação de traficantes.

Durante a operação, os policiais organizaram uma ação tática e se dirigiram ao local, ocasião em que foi possível constatar a presença de traficantes, que, ao perceberem a presença da equipe, passaram a empreender fuga pela região de mata. Apesar das fugas, foi possível apreender o adolescente em posse de um tablete de maconha com aproximadamente um quilo, porções fracionadas de drogas, uma balança de precisão, sacos zip-lock, uma faca com resíduos de substâncias entorpecentes e oito munições de pistola calibre .380.

O adolescente, que já tinha registros anteriores por atos infracionais análogos ao tráfico de drogas, receptação e porte de arma, foi conduzido à Delegacia Especializada em Atendimento a Adolescente Infrator (DEA/Parnamirim), junto com o material apreendido, para os procedimentos legais necessários.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

SECOMS

LBV Campanhas
Créditos da foto: PC/ASSECOM

Policiais civis da 42ª Delegacia de Polícia de Areia Branca (42ª DP) realizaram uma apreensão, nesta quarta-feira (10), de um quilo de maconha e outros apetrechos para o tráfico de drogas em uma casa com sinais de abandono, no bairro de Istambul, em Areia Branca.

De acordo com as investigações, uma casa abandonada estaria sendo utilizada como local para armazenamento de drogas na região. A equipe policial foi até a referida localização e apreendeu farta quantidade de maconha e outros objetos característicos de comercialização de drogas.

Além das drogas, foram encontrados câmeras de segurança, papel filme, sacos de embalagem de entorpecentes, faca de cozinha e uma balança de precisão. As investigações para indicar a autoria do crime de tráfico de drogas continuarão.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Facho de Grossos

AnuncieAqui_Movel
Créditos da Foto: MPRN/GAECO

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quarta-feira (10) a operação Desvio. O objetivo é apurar um suposto esquema de desvio de recursos públicos na Prefeitura de Severiano Melo ocorrido entre os anos de 2013 e 2020. Ao todo, no período investigado, o grupo teria desviado mais de R$ 2 milhões dos cofres municipais.

Com o apoio da Polícia Militar, a operação Desvio cumpriu 18 mandados de busca e apreensão nas cidades de Severiano Melo, Mossoró, Pau dos Ferros, Martins, Francisco Dantas e Taboleiro Grande. Ao todo, oito promotores de Justiça, 27 servidores do MPRN e 52 policiais militares participaram da ação.

Créditos da Foto: MPRN/GAECO

Um dos alvos dos mandados de busca e apreensão foi a Câmara Municipal de Severiano Melo, tendo em vista que um dos principais investigados ocupa o cargo de vereador na cidade. Além desses mandados, a pedido do MPRN, a Justiça potiguar já autorizou o sequestro de bens dos investigados. Também foram determinados o bloqueio de contas bancárias, de planos de previdência e ainda a indisponibilidade de veículos dos envolvidos nas fraudes. Em um outro alvo, foram apreendidos mais de R$ 400 mil em espécie.

Os desvios apurados na operação Desvio se deram na Secretaria de Finanças de Severiano Melo e teriam sido encabeçados pelo ex-prefeito e pelo ex-secretário municipal responsável pela pasta. Já nas investigações inaugurais, o MPRN obteve provas robustas da existência do esquema fraudulento.

Créditos da Foto: MPRN/GAECO

Utilizando-se das facilidades decorrentes dos cargos de gestão, o dinheiro público era desviado para contas-correntes deles próprios e também de terceiros, na maioria, parentes ou pessoas que detinham com eles alguma espécie de vínculo.

As investigações do MPRN apontam que os dois principais investigados beneficiavam-se da transferência de valores das contas bancárias da Prefeitura Municipal de Severiano Melo, com o posterior repasse do montante desviado, que era direcionado a terceiros, parentes ou pessoas conhecidas deles e até a eles próprios.

Créditos da Foto: MPRN/GAECO

Entre os demais investigados na operação, estão mulher, filhos, irmãos, sobrinhos e até a sogra de um deles. Os documentos, computadores e celulares apreendidos na operação Desvio serão analisados pelo MPRN, que ainda apura o envolvimento de outras pessoas e o cometimento de outros crimes pelo grupo.

Créditos da Foto: MPRN/GAECO

MPRN

LBV Campanhas
Créditos da foto: Divulgação\CPRE

O Comando de Policiamento Rodoviário Estadual(CPRE), por meio da Seção Lei Seca, realizou, na noite desta terça-feira(09), fiscalização nas zonas Norte e Oeste e realizou a prisão de um homem de 52 anos por dirigir em estado de embriaguez.

Ele, ao ser submetido ao teste de alcoolemia, apontou valor de 0.61mg/l, configurando crime de embriaguez ao volante.

As blitzen, montadas nos bairros de Pajuçara, zona Norte, e Nazaré, zona Oeste, culminaram ainda na detenção de um homem de 27 anos flagrado portando porções de maconha, como também na autuação de 07(sete) pessoas por misturar álcool e direção.

CPRE

RadioNet_APP
Créditos da foto: PC\ASSECOM

Policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) de Mossoró prenderam, na tarde desta terça-feira (09), um homem pela suspeita da prática do crime de tráfico de drogas. Ele foi preso no bairro Santo Antônio, localizado no município de Mossoró, após o cumprimento de um mandado de busca e apreensão.

Durante a realização das diligências, os policiais civis apreenderam no imóvel porções de maconha, uma balança de precisão e uma quantia em dinheiro fracionado. Foi constatado também que o suspeito já tinha passagem pela polícia pela prática do mesmo crime e que seria um distribuidor de drogas.

O homem, inclusive, foi condenado a oito anos de reclusão, pois possuía uma “fábrica de drogas” em Mossoró. Na oportunidade, ele foi preso com 1.000 porções de maconha.

Ele foi conduzido à Delegacia para a realização dos procedimentos legais e, em seguida, encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

SECOMS

Drogaria_Betesda_Movel
CX_Radios_Fixo
HSHOT_500
Radio_Box_Fixo
Drogaria Betesta
JM-VARIEDADES
Ediuny_Oliveira_Live
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
Pagode & Cia_Lateral
MercadinhoDeusProvera
RadiosNet_Fixo
Show da Manha
Eduardo-Auto-Pecas
Guedes-Motos
Casa Durval Paiva_Fixo
Anuncie Aqui
EliasRaioX
LBV_Lateral
App
Copiadora-Miranda_Banner_B
SindSerg_Lateral
Almoçando com Musicas
Radios_Online_Fixo

Mais visualizados

Links que indico