Guamaré: Gestão Municipal através da Sec de Esporte Lazer realizará o Verão na Orla

Para receber a estação mais quente e alegre do ano, a Prefeitura Municipal de Guamaré, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer realiza o Verão na Orla. O evento acontecerá nos domingos 05 e 12 de fevereiro, na Orla do Rio Aratuá, a partir das 7h da manhã. A programação conta com atividades para toda a família como: oficinas infantis; pintura facial carnavalesca; torneios esportivos; concurso Garota e Garoto Verão 2023; regata de canoas e atrações musicais.

Confira a programação completa do 1º dia de Verão na Orla:

ASSECOM

Pagode_&_Compania_Entre
Foto: Franklin Marcone/Arquivo TN

O mês de janeiro termina com registros de mais de 100 assassinatos no Rio Grande do Norte. De acordo com a Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine), órgão da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), até a manhã desta terça-feira (31), foram 108 vítimas.

Os números, ainda em consolidação, representam um aumento de pelo menos 12,5% em relação a todo o mês de janeiro de 2022, que contabilizou 96 mortes. As estatísticas também apontam que o último trimestre do ano passado registrou uma crescente na quantidade de mortes em relação a igual período anterior.

Ao todo, foram 264 assassinatos nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2021 e 326 no mesmo recorte de 2022. Em outubro último foram 103 mortes, contra 87 no mesmo mês de 2021 (alta de 18,4%). Em novembro, o aumento foi de 20% (100 mortes em 2021 e 120 em 2022). Já dezembro indicou o maior aumento do ano passado – de 33,7% (77 óbitos em dezembro de 2021 e 103 no mesmo mês de 2022).

Já os assassinatos de janeiro deste ano indicam que o Estado registrou cerca de três mortes e meia por dia.

Tribuna do Norte

Optica_Emporio
Foto: Joe Skipper/Reuters

Em seu primeiro evento público desde que deixou o Brasil e foi para os Estados Unidos, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que o novo governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “não vai durar muito tempo”.

O ex-presidente fez uma espécie de palestra ao público presente, em um restaurante na International Drive, uma rua muito frequentada por brasileiros. Sem um tema pré-definido, ele discorreu sobre suas opiniões e avaliações a respeito dos fatos recentes no Brasil. Em uma delas, disse que, se o atual governo “seguir nessa batida desses 30 dias, não vai durar muito tempo”.

Bolsonaro chegou ao local do evento com meia hora de antecedência e atendeu uma fila de admiradores que queriam tirar foto com ele. Na apresentação, ciente de que era observado por um público diverso, ele disse que não falaria nada polêmico.

“A imprensa está aqui esperando uma pequena frase minha para fazer um tumulto amanhã [4ª feira], mas não terá esse prazer.”

Eleição no Senado

Atento às disputas no Congresso Nacional, o palestrante falou sobre a importância de elegerem Rogério Marinho (PL-RN) à Presidência do Senado, nesta quarta-feira. A disputa é contra o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que é apoiado pela base governista. Segundo Bolsonaro, a vitória do correligionário é importante para manter o equilíbrio político em Brasília. “Tenho certeza que o Marinho vai ser eleito.”

Questionado sobre as próximas eleições, disse que “não morreu para a política”. Ele lembrou, ainda, que se tivesse morrido com a facada, em 2018, Fernando Haddad (PT) teria sido o presidente. “Se ele está dando vexame agora no ministério [da Economia], imagina na pandemia”, ironizou.

O restaurante foi fechado apenas para a apresentação. O ex-presidente falou por pouco mais de 20 minutos. O evento durou cerca de 1h30. Na plateia, estavam figuras como Allan dos Santos e Paulo Figueiredo. Depois da apresentação, ouviu um hino de louvor e orou enrolado em uma bandeira do Brasil entregue por um dos presentes.

Com informações de Folha de S. Paulo e SBT News

Eduardo_Auto_Pecas_Movel
Foto reprodução

Durante a cerimônia de posse dos 513 deputados federais, na manhã desta quarta-feira (1º/2), parlamentares eleitos pelo Partido Liberal (PL) protestaram no plenário da Câmara dos Deputados contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os políticos da sigla de Jair Bolsonaro colaram cartazes nas costas e fitas na boca.

Entre eles estão os deputados federais Carla Zambelli (PL-SP), Eduardo Bolsonaro (PL-RJ), Capitão Alden (PL-BA), Amália Barros (PL-AM), Hélio Lopes (PL-RJ) e Rodolfo Nogueira (PL-MS).

Eles mostraram cartões com os dizeres: “Fora Lula” e “Fora Ladrão”.

Metrópoles

CompreBem_Movel
Foto MPRN

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quarta-feira (1°) a operação Anonymous. O objetivo é apurar suspostos crimes cometidos por um advogado contra a Companhia de Limpeza Urbana de Natal. Vinculado a uma empresa de gestão de resíduos, o advogado é suspeito de acessar sistemas internos da Urbana indevidamente para obter informações sigilosas, envolvendo procedimentos licitatórios e outros processos administrativos.

Segundo já apurou o MPRN, há indícios do cometimento dos crimes de invasão de dispositivo informático mediante a violação indevida de mecanismo de segurança, resultando na obtenção de informação sigilosa; divulgação, sem justa causa, de informação sigilosa contida em banco de dados da Administração Pública; violação do sigilo de proposta de concorrência; entre outros.

A operação Anonymous cumpriu dois mandados de busca e apreensão. Ao todo, participaram da ação três promotores, oito servidores do MPRN e oito policiais militares. Foram apreendidos computadores, aparelhos de telefonia celular e outros equipamentos, além de documentos. Todo o material será analisado pelo MPRN.

MPRN

CX_Radio_Movel
Foto Folha de São Paulo

Após a repercussão negativa do sigilo da lista de convidados da festa de posse do presidente Lula (PT), o governo voltou atrás e liberou as informações.

A relação, que tem mais de 3.500 nomes, foi enviada ao UOL pelo Ministério das Relações Exteriores. Confira o documento: https://download.uol.com.br/files/2023/02/2751142419_convidados-recepcao-posse.pdf

Na semana passada, a coluna Radar, da revista Veja, solicitou os nomes dos participantes do coquetel oferecido no Itamaraty no dia da posse via LAI (Lei de Acesso à Informação). O governo, porém, colocou sigilo de até cinco anos sobre a informação, alegando que o evento tinha “caráter reservado” e que a divulgação poderia “prejudicar ou pôr em risco a condução de negociações ou as relações internacionais” do país.

O governo Lula foi criticado pela decisão, já que repreendeu seu antecessor, Jair Bolsonaro (PL), várias vezes pela imposição de sigilo a informações do governo federal. “É uma clara contradição do discurso do presidente em relação ao que criticava e ao discurso de posse em que ele defendeu que a transparência seja cumprida”, disse Marina Atoji, diretora da ONG Transparência Brasil.

O Ministério das Relações Exteriores indicou que os gastos com a posse são públicos e podem ser encontrados nos sites Portal da Transparência e no Portal de Compras do Governo Federal.

A Secretaria-Geral da Presidência informou em um pedido via LAI do jornal O Globo que a posse custou R$ 627,9 mil. O valor, porém, não foi detalhado.

Folha de São Paulo

WebRadio_APP
Foto reprodução

O Rio Grande do Norte está com 56 municípios em alerta para chuvas intensas até a manhã desta quinta-feira (02). O aviso de perigo potencial, na cor amarela, foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

De acordo com o alerta, os municípios potiguares podem ser atingidos por chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou de até 50 milímetros por dia. Além disso, ventos intensos de até 60 km/h podem ser registrados.

O Inmet citou ainda a possibilidade de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas. “Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores”, orientou.

As cidades potiguares em alerta estão todas no Oeste Potiguar. No entanto, o aviso ainda engloba cidade de Pernambuco, Bahia, Ceará, Paraíba, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará, Amazonas, Acre, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Confira os municípios do RN em alerta:

Leia mais
AnuncieAqui_Movel
Foto reprodução

Americanas, uma das maiores redes de varejo do País, encerrou o seu serviço de televendas, em meio a uma crise financeira que levou ao pedido de recuperação judicial. A dívida reportada pela empresa à Justiça é de R$ 41 bilhões.

A decisão de encerrar o serviço de televendas é uma das medidas tomadas para reestruturar a empresa e equilibrar suas finanças após o rombo reportado no começo do ano por Sergio Rial, que renunciou após dez dias como CEO ao encontrar o que chamou de “inconsistências contábeis”.

Quem tenta ligar para a Americanas para fazer uma compra ouve uma mensagem que informa sobre o fim do serviço e direciona o consumidor a procurar o site ou o aplicativo da empresa.

Procurada, a Americanas não se pronunciou sobre o fim do serviço de vendas por telefone. Assim que ela responder, esta reportagem será atualizada.

Nesta terça-feira, 31, a companhia encerrou contratos com 50 prestadores de serviços de tecnologia em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. A empresa tem 45 mil funcionários, mas o número sobe para cerca de 100 mil quando considerados também os trabalhadores indiretos.

Portal 98 FM

Drogaria_Betesda_Movel
Show da Manha
Guedes-Motos
RadiosNet_Fixo
Radio_Box_Fixo
Pagode & Cia_Lateral
CX_Radios_Fixo
JM-VARIEDADES
Pizzaria_Hamburgueria_AguasMare
HSHOT_500
Radios_Online_Fixo
MercadinhoDeusProvera
Almoçando com Musicas
Casa Durval Paiva_Fixo
Ediuny_Oliveira_Live
OpticaEmporio
Cartão
Anuncie Aqui
Copiadora-Miranda_Banner_B
AlphaColor_Lateral
DN_Servicos_Fixo_2
MiniprecoFixo
Drogaria Betesta
App
Eduardo-Auto-Pecas

Mais visualizados

Links que indico