O Carnaval de 2017 foi, de modo geral, positivo para os setores hoteleiro e de bares e restaurantes no Rio Grande do Norte. De acordo com informações preliminares divulgadas pela ABIH-RN (Associação Brasileira de Indústria de Hotéis do RN), a ocupação em Natal durante os dias de folia foi de, em média, 93%. Na Praia de Pipa, segundo destino turístico mais procurado do estado, a ocupação chegou a 83%.

O resultado supera a ocupação registrada nos dois pólos no mesmo período de 2016. No ano passado, a capital potiguar registrou 84% de preenchimento dos leitos, enquanto Pipa teve ocupação média de 70%.

A Associação credita os bons índices ao trabalho de divulgação efetuado pela iniciativa privada em parceria com o Poder Público em outras cidades do país e também no exterior. Além disso, segundo a ABIH-RN, a implantação de diversos pólos de cultura e atividades de lazer durante os dias de festa na capital potiguar motivou a vinda de turistas para a cidade, representando ganhos para o setor hoteleiro. Natal tem cerca de 30 mil leitos para hospedagem.

Em relação ao comércio e especificamente ao setor de bares e restaurantes, ainda não há balanço nem estimativas oficiais, mas a avaliação geral é de que o período também foi proveitoso para esses segmentos.

Para Max Fonseca, presidente da Abrasel/RN (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do RN), a vasta programação cultural montada na capital do estado não só atraiu turistas para Natal como também inibiu a saída de natalenses da cidade. “Quem montou seu negócio próximo aos pólos de Carnaval organizados pela prefeitura teve um resultado bastante positivo”, ressalta.

A opinião é compartilhada por Afrânio Miranda, presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas. Segundo ele, o fato de o carnaval natalense ter ganhado fôlego nos últimos anos beneficiou o comércio de modo geral. “Por causa disso, muitos natalenses deixaram de viajar e ficaram na cidade. Isso certamente beneficiou o comércio, notadamente o turismo e o setor de bares e restaurantes. O dinheiro permaneceu na cidade e vai circular aqui”, destaca.

A CDL Natal divulgou, dias antes do início do período carnavalesco, um estudo com as estimativas dos potiguares para o Carnaval 2017. Dos entrevistados, 70,2% mencionou positivamente a cidade de Natal, revelando a intenção de ficar na cidade durante os dias de folia. Outras cidades citadas foram Caicó (15,8%) e Macau (13%), também no Rio Grande do Norte.

Os dados oficiais com a movimentação financeira durante o Carnaval, além de outras informações, devem ser divulgados pela entidade, e também pela Fecomércio/RN, em até 10 dias.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here