O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) elaborou
Projeto de Lei que dispõe sobre a inclusão da disciplina Educação para o
Turismo nos componentes curriculares das escolas públicas estaduais do Rio Grande
do Norte.
O referido Projeto de Lei objetiva instituir o
ensino da disciplina de Educação para o Turismo no âmbito das escolas estaduais
do Estado do Rio Grande do Norte, como maneira de difundir o conhecimento
acerca das potencialidades locais e fomentar a capacitação de jovens para o
setor.

Diante deste contexto, onde o turismo se destaca
por sua importância econômica, social, cultural e ambiental, o Estado tem o
papel de contribuir com a formação dos jovens através da realização de aulas
periódicas, expositivas e contextualizadas. A educação em turismo deve estar
direcionada para uma reflexão multidisciplinar e para o trabalho em equipe,
contemplando contextos multiculturais em que a criatividade combine o saber
tradicional ou local e o conhecimento aplicado da ciência avançada e da
tecnologia.
Em outras palavras, educar visando formar cidadãos
críticos e participativos é uma maneira de envolver os educandos nos
acontecimentos cotidianos, despertando uma postura ativa e engajada sobre as
questões sociais. A educação turística vem a somar com esse movimento, já que
por meio desta apresentamos a importância de se preservar valores referentes
cultura e ao meio ambiente natural. Defendemos uma educação turística
preocupada com a formação dos jovens, visando fornecer conhecimentos que
agreguem e, consequentemente, complementem a formação básica dos educandos.
Por ser o Rio Grande do Norte um Estado com grande
potencial turístico a ser explorado, enaltecemos com esta iniciativa a
importância da qualificação profissional, para o sucesso dessa destacada
atividade econômica.
Confira o que diz os quatro artigos do PL
Art. 1. Fica instituída a obrigatoriedade do
ensino da disciplina de Educação para o Turismo, em toda a rede de escolas
públicas do Estado do Rio Grande do Norte, objetivando a difusão do
conhecimento das potencialidades turísticas estaduais e a capacitação de jovens
para o setor.
Art. 2. As aulas serão ministradas de acordo com a
organização escolar por profissionais com formação acadêmica na área de
Turismo.
Parágrafo único. Fica autorizado o Poder
Executivo, quando necessário, a celebrar convênios, termos de cooperação
técnica e outros instrumentos a fim de garantir a disponibilização de
professores para ministrar a disciplina.
Art. 3. O Poder Executivo regulamentará a
presente Lei no prazo de 120 (cento e vinte) dias.
Art. 4. Esta Lei entra em vigor na data de sua
publicação. 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here