A casa do prefeito de Tapauá, a 449 quilômetros de Manaus, Almino
Gonçalves de Albuquerque, foi incendiada por populares durante protestos na
manhã desta quinta-feira (14). Segundo os manifestantes, o pagamento dos
salários dos funcionários públicos da cidade está atrasado há dois meses e os
serviços públicos do município estão em estado de precariedade. Não havia
ninguém na residência no momento do incêndio.
A confusão teve início na Câmara Municipal, quando os vereadores prestavam
esclarecimento à população sobre as reivindicações. Os manifestantes pediam a
cassação do prefeito e alguma providência da casa.
G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here