Foto reprodução
Rio de
Janeiro – A caminhada deste sábado (04) contra a violência no Conjunto de
Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, teve a presença de Teresinha Maria de
Jesus Ferreira, mãe de Eduardo de Jesus, de 10 anos, morto na última quinta (02)
durante operação policial. Em certo momento, ela se mostrou revoltada diante de
um carro da PM e foi contida por familiares e amigos.
Teresinha
não foi a única a demonstrar seu descontentamento com as forças de segurança.
As viaturas da Polícia Militar que passavam pelo local recebiam vaias dos
manifestantes. Os moradores acusam os policiais de agirem com truculência e
serem responsáveis pelas mortes de dois moradores nos últimos quatro dias.
Para
eles, as Unidades de Polícia Pacificadora deveriam se transformar em Unidades
de Políticas Públicas. Na quinta, a mãe de Eduardo já havia demonstrado seu
lamento em relação à atuação policial. “Eu marquei a cara dele. Eu
nunca vou esquecer o rosto do PM que acabou com a minha vida”, disse na
ocasião.
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here